Browse the glossary using this index

Special | A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | ALL

Page:  1  2  3  4  5  6  7  8  9  (Next)
ALL

A

Picture of ESPPE Portal EAD

ACS na Pandemia de coronavírus

by ESPPE Portal EAD - Monday, 5 July 2021, 2:39 PM
 
Olá, Agente Comunitária/o de Saúde! Esse material busca contribuir para sua atuação no enfrentamento a COVID-19. Nele compartilhamos cuidados importantes durante esse período, sugestões de organização do trabalho, experiências exitosas e materiais de referência para que vocês possam utilizar. Esperamos que aproveitem a leitura e sintam-se incentivados a colocá-la em prática a partir da realidade de sua comunidade. Estamos vivendo um momento novo em todo o mundo com a chegada de uma pandemia conhecida como Coronavírus. Mas o que é esse tal Coronavírus?
Picture of ESPPE Portal EAD

ADESÃO À TERAPIA ANTIRRETROVIRAL E SUA ASSOCIAÇÃO COM A FAIXA ETÁRIA DE PESSOAS VIVENDO COM HIV ASSISTIDAS EM SALGUEIRO/PE

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 11:53 AM
 

Autora: ELIANE PEREIRA DO NASCIMENTO

 

 

 

Picture of ESPPE Portal EAD

ADESÃO À TERAPIA ANTIRRETROVIRAL E SUA ASSOCIAÇÃO COM A RELIGIÃO DE PESSOAS VIVENDO COM HIV NA VI REGIÃO DE SAÚDE

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 11:50 AM
 

Autor: Edmilson Heleno de Lima

 

Resumo
Este estudo tem como objetivo analisar a associação entre a adesão à terapia antirretroviral (TARV) e a religião de pessoas vivendo com o Vírus da Imunodeficiência Humana – HIV (PVHIV) na VI Região de Saúde. Trata-se de um estudo descritivo, quantitativo e transversal. A amostra foi composta pelas PVHIV cadastradas no Sistema de Controle Logístico de Medicamentos (SICLOM), em 2016 do Serviço de Assistência Especializada – SAE da VI Região de Saúde, com mais de 18 anos de idade, e realizando a TARV a pelo menos 6 meses. Os dados foram analisados através de estatística descritiva. Utilizaram-se testes Qui-quadrado de Pearson e Exato de Fisher, margem de erro de 5%. Das pessoas entrevistadas 54% informaram que a religião não teve influência na sua adesão à terapia antirretroviral e 70,8% dos classificados com nível de adesão inadequada eram possuidores de alguma religião, com predominância do catolicismo. Conclui-se que a religião não é um fator relevante na adesão de PVHIV à TARV, porém o não alcance da amostra estimada pode ter influenciado diretamente no resultado, sendo proposta a realização de novas pesquisas que abordem, além da temática do presente estudo, outros aspectos da adesão.


Descritores:Religião. Religiosidade. HIV. Aids. Terapia Antirretroviral.

 

Picture of ESPPE Portal EAD

A educação como elemento transformador do trabalho em saúde - Formação em saúde pública no SUS em Pernambuco

by ESPPE Portal EAD - Monday, 5 July 2021, 10:51 AM
 
Esta obra está organizada em duas seções e representa os desafios cotidianos de trabalhadoras e trabalhadores que constroem diariamente o Sistema Único de Saúde (SUS) em diversos municípios e na gestão estadual da saúde em Pernambuco. É um dos resultados da experiência da Escola de Governo em Saúde Pública de Pernambuco (ESPPE), entre 2016 e 2017, na construção e realização do Curso de Especialização em Saúde Pública, um dos componentes do projeto “Acreditação Pedagógica dos Cursos lato sensu em Saúde Pública e a Formação em Saúde Pública: uma possibilidade de caminhos convergentes”, coordenado pela Rede Brasileira de Escolas de Saúde Pública (REDESCOLA).
Picture of ESPPE Portal EAD

A Educação e o trabalho interprofissional alinhados ao compromisso histórico de fortalecimento e consolidação do Sistema Único de Saúde (SUS)

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 4:19 PM
 
Historicamente o SUS é palco de lutas permanentes no intuito de implementar os princípios de integralidade, universalidade e equidade, comprometidos com direitos sociais democráticos. O movimento pelo fortalecimento e consolidação de um sistema de saúde ancorado nessas bases constitui um projeto político comprometido não apenas com a melhoria da qualidade de vida e saúde das pessoas, mas também com a construção de uma sociedade mais justa, igualitária e humana.
Picture of ESPPE Portal EAD

A Educação Interprofissional e a prática compartilhada em programas de residência multiprofissional em Saúde

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 4:24 PM
 
O artigo tem por objetivo analisar os princípios, concepções e práticas da Educação Interprofissional, com ênfase na prática compartilhada em programas de residência multiprofissional em Saúde (PRMS) nas instituições de ensino superior (IES) do Estado de São Paulo, Brasil.
Picture of ESPPE Portal EAD

A educação interprofissional no contexto brasileiro: algumas reflexões

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 4:16 PM
 
O artigo de Scott Reeves mobiliza reflexões necessárias ao processo de reorientação da formação profissional em saúde no Brasil, sob o olhar da educação interprofissional - EIP. O texto merece especial atenção por trazer aspectos relevantes e coerentes com o atual projeto político de fortalecimento e consolidação do Sistema Único de Saúde (SUS).
Picture of ESPPE Portal EAD

A INFLUÊNCIA DAS RELAÇÕES INTERSETORIAIS NO PROCESSO DE TRABALHO EM UMA GERÊNCIA REGIONAL DE SAÚDE DO ESTADO DE PERNAMBUCO

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 2:13 PM
 

Autor: JOSÉ SÁVIO VIEIRA DE SÁ JÚNIOR

 

RESUMO
Este estudo teve como objetivo entender como ocorre o planejamento das ações e se estas funcionam de maneira integrada e identificar as fragilidades que possam interferir neste processo. Para isto, foi realizada uma pesquisa na V Gerência Regional de Saúde do Estado de Pernambuco, e como sujeitos do estudo, participaram os servidores ligados diretamente à gestão deste serviço, representados pelos coordenadores dos setores e pelo (a) Gerente da instituição, em um total de cinco participantes. Para coleta de dados foi utilizada uma entrevista semi-estruturada. Após a coleta, os dados foram transcritos e analisados utilizando a análise de conteúdo. Os dados foram sistematizados em 3 categorias: O trabalho e suas interfaces no contexto da Gerência Regional de Saúde; A comunicação, integração e articulação intersetorial: análise a partir da concepção das coordenações e da gerência no cotidiano de trabalho na instituição e Intersetorialidade: construindo estratégias que possam contribuir para a melhoria do processo de trabalho intersetorial na Gerência Regional de Saúde. Conclui-se haver interferências que influenciam no processo de trabalho intersetorial e na comunicação, articulação e integração entre os setores que compõem a Gerência Regional.


Palavras-chave: Intersetorialidade; Coordenações; Articulação; Integração

 

Picture of ESPPE Portal EAD

A (IN)SEGURANÇA ALIMENTAR E SEUS DETERMINANTES EM GESTANTES DO PROGRAMA MÃE CORUJA DA VI REGIÃO DE SAÚDE DE PERNAMBUCO

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 11:35 AM
 

Autora: Allyna Rafaela Sampaio de Moura

 

Resumo
A Segurança Alimentar e Nutricional é uma área que vem sendo cada vez mais abordada e estudada, visto a importância da mesma para a saúde pública. A garantia ao acesso aos alimentos em quantidade e qualidade suficientes para toda população é algo que faz parte da luta pela igualdade social. Esse estudo avaliou a (In)segurança alimentar e seus determinantes em trinta gestantes acompanhadas pelo Programa Mãe Coruja nos municípios de Arcoverde e Buíque, pertencentes a VI Região de Saúde de Pernambuco; através da Escala Brasileira de Insegurança Alimentar(EBIA) juntamente com dados socioeconômicos e demográficos. Trata-se de um estudo transversal, de análise quantitativa. Os resultados demonstraram que 50% (n=15) dessas gestantes estavam em segurança alimentar, como também 50% (n=15) se encontravam em algum grau de IA. A partir de então, identifica-se que com o cruzamento das questões respondidos nos dois instrumentos (EBIA e cadastro), é possível obtermos dados mais fidedignos e se necessário, formular e/ou intensificar ações para melhorar a qualidade de vida destas gestantes.


Palavras-chaves: Segurança alimentar e nutricional; Programa mãe coruja; Gestantes.

 

Á

Picture of ESPPE Portal EAD

ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS NA ADESÃO DO USUÁRIO À TERAPIA ANTIRRETROVIRAL EM UM SERVIÇO ESPECIALIZADO NO SERTÃO DO PAJEÚ DE PERNAMBUCO

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 11:54 AM
 

Autor: EMANOEL FHILIPE LEITE SOUZA

 

Resumo
Objetivo: verificar a associação entre o uso do álcool e outras drogas na adesão da pessoa vivendo com HIV à terapia antirretroviral. Métodos: estudo descritivo exploratório, com abordagem quantitativa, população de 100 usuários e amostra de 71, realizado no Serviço de Atendimento Especializado de Serra Talhada-PE. Foram utilizados dois instrumentos de coleta, questionário sobre dados sociodemográficos, aspectos clínicos e CEAT-VIH, que avalia o comportamento de adesão a TARV. Resultados: 56% era do sexo masculino, cor parda, e faixa etária entre 40-60 anos. 54,9% dos entrevistados disse fazer uso do álcool e /ou outras drogas. Sobre o nível de adesão das pessoas vivendo com HIV em tratamento, 93% foi classificado como nível de adesão inadequado. Não houve associação significativa (p=0,1232) entre o uso do álcool e outras drogas. Conclusão: estatisticamente não há associação significativa entra o uso do álcool e outras drogas com a adesão inadequada a TARV, no entanto, o uso exagerado expõe a pessoa a situação de vulnerabilidade.

Palavras-chave: HIV; Álcool; Adesão; Terapia Antirretroviral.

 

A

Picture of ESPPE Portal EAD

ALTERAÇÕES LABORATORIAIS EM PACIENTES COM HIV/AIDS, TRATADOS COM ANTIRRETROVIRAIS, NA XII REGIONAL DE SAÚDE, DE PERNAMBUCO

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 11:49 AM
 

Autor: DIEGO FILIPE RAMALHO DO NASCIMENTO

 

Resumo
Objetivo: Identificar as principais alterações bioquímicas em pacientes vivendo com HIV, em uso da terapia antirretroviral, em Pernambuco. Método: Estudo exploratório descritivo, realizado no SAE da cidade de Goiana, localizada na zona da mata de Pernambuco. Resultados: A maioria das solicitações
médicas foram para os marcadores colesterol total e glicemia em jejum. A partir de um total de 40 resultados, 60,0% tiveram como resultado indesejável, para o colesterol total. Na glicemia em jejum, 82,1%, tiveram como resultado, a normoglicemia. Nos marcadores uréia e creatinina, a maioria dos pacientes estavam com nível normal, apenas 7,1% fora dos padrões da normalidade.
Conclusão: O emprego TARV propicia o desenvolvimento das alterações laboratoriais associadas ao HIV. Aponta-se para a necessidade de um acompanhamento clínico e laboratorial dos pacientes acometidos pela infecção pelo HIV, em uso de TARV, com o intuito de reduzir as alterações laboratoriais.


PALAVRAS-CHAVE: HIV; tratamento antirretroviral; colesterol; glicemia; ureia;
creatinina

 

Picture of ESPPE Portal EAD

ANÁLISE DA GOVERNANÇA REGIONAL SOBRE A POLÍTICA DE SAÚDE DO TRABALHADOR: ESTUDO DA IX REGIÃO DE SAÚDE

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 11:25 AM
 

Autora: NAYANNE LEITE BEZERRA

 

RESUMO

Nas últimas décadas, estão sendo realizadas iniciativas para consolidar avanços nas políticas públicas de atenção integral em Saúde do Trabalhador que incluem ações envolvendo assistência, vigilância, promoção e prevenção dos agravos relacionados ao trabalho. No ano de 2012, a Portaria GM/MS nº 1.823/2012 instituiu a Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora (PNSTT), que tem por finalidade definir os princípios, as diretrizes e as estratégias a serem observados nas três esferas de gestão do Sistema Único de Saúde (SUS). Este trabalho tem como principal objetivo analisar o processo de governança que ocorre na Comissão Intergestores Regional (CIR) quanto às decisões sobre a PNSTT na IX Região de Saúde. O estudo seguiu o delineamento exploratório-descritivo, com análise interpretativa, do tipo documental, das pautas e atas da CIR nos anos de 2013 e 2014. De acordo com os documentos analisados, no período citado, constatou-se que o tema estava inserido em três pautas e duas atas. Com base na análise do conteúdo dos documentos oficiais, percebe-se que a CIR, em estudo, vem discutindo e tomando decisões pontuais para a organização do sistema regional de Saúde. Portanto, pode-se dizer que a CIR é um espaço para a organização do sistema regional de saúde. Contudo, necessita agir no intuito de organizar e planejar os sistemas municipais e regional referentes à Saúde do Trabalhador.


Palavras-chaves: Governança, Saúde do trabalhador, Sistema único de Saúde

 

Picture of ESPPE Portal EAD

ANÁLISE DA MORTALIDADE INFANTIL NO PANORAMA DA REDE CEGONHA PARA UMA REGIÃO DE SAÚDE DE PERNAMBUCO

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 3:14 PM
 

Autora: YRISMARA PEREIRA DA CRUZ

 

RESUMO

O presente artigo teve por objetivo avaliar como se comportou o indicador da Taxa de Mortalidade Infantil (TMI) frente à implantação e implementação da Rede Cegonha (RC) para a VII Regional de Saúde de Pernambuco no período de 2012 a 2016. Metodologicamente, tratou-se de uma pesquisa descritiva que conjugou de abordagem quantitativa. Os dados para a discussão foram extraídos do SIM, Sinasc, documentos institucionais e atas da CIR da VII Regional correspondente ao período de 2012 a 2016. Concluiu-se que embora não seja possível assegurar que a TMI para a VII Regional manteve-se alta durante o período de estudo devido a não estruturação da RC, certamente os vazios assistenciais da rede contribuíram para isso.

PALAVRAS-CHAVE: Rede Cegonha. Mortalidade Infantil. Regionalização.

 

Picture of ESPPE Portal EAD

ANÁLISE DA PARTICIPAÇÃO DOS GESTORES MUNICIPAIS DE SAÚDE NAS REUNIÕES DA COMISSÃO INTERGESTORA DA V REGIÃO DE SAÚDE DE PERNAMBUCO NOS ANOS DE 2016 E 2017

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 2:28 PM
 

Autora: LUCIANA CARLA FERREIRA DA ROCHA

 

RESUMO

O artigo discorre sobre a Comissão Intergestora Regional (CIR) da V Região de Saúde de Pernambuco e a participação dos gestores municipais de saúde nesse espaço. É uma pesquisa de cunho quantitativo que utilizou, para coleta de dados, os documentos oficiais das reuniões da CIR, pautas e atas de frequência e reunião, do período de janeiro de 2016 a dezembro de 2017. Tais documentos foram analisados de acordo com o método de Bardin, e por fim dividido em duas categorias: frequências dos gestores municipais de saúde nas reuniões da CIR e; quantidades de pactuação realizadas nas reuniões. Os dados adquiridos revelaram que o período de agosto a outubro do ano de 2016 não atingiu o mínimo de participação dos gestores nas reuniões da CIR para pactuar propostas. Porém, em 2017, todas a reuniões realizadas obtiveram mais de 50% da frequência dos gestores municipais, por conseguinte o percentual de aprovação das pactuações foi maior que o ano anterior, mesmo com esta mudança, municípios próximos da sede continuaram com baixa frequência ao contrário de municípios distantes, com mais de 90km da sede, mostrando que a distância não é fator impeditivo para a frequência dos gestores nas reuniões. Vale salientar que devido a existência de um quórum mínimo de 11 municípios para aprovação das pactuações, a ausência dos gestores não afeta apenas o seu município, mas prejudica diretamente as pactuações que beneficiam os outros municípios, e consequentemente o fortalecimento da regional a qual faz parte.

Palavras-chave: Comissão Intergestora. Pactuação. Gestores de Saúde. Região de Saúde

 

Picture of ESPPE Portal EAD

ANÁLISE DA SITUAÇÃO DE SAÚDE MATERNA E INFANTIL A PARTIR DE DOIS INDICADORES ESTRATÉGICOS DA REDE CEGONHA NA IX REGIÃO DE SAÚDE DE PERNAMBUCO

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 2:53 PM
 

Autora: TAINNÁ BARRÊTO FEITOZA

 

RESUMO
A pesquisa analisa a situação de saúde materna e infantil a partir de dois indicadores estratégicos da rede cegonha na IX Região de Saúde de Pernambuco, tendo como base a linha histórica de 2010 à 2016. O objetivo foi descrever as ações e serviços da Rede Cegonha, assim como, analisar os indicadores de morbimortalidade materna/infantil e os de gestão da regional. Trata-se de uma pesquisa quantitativa e descritiva. Utilizou-se o banco de dados da Vigilância em Saúde da IX GERES, dos seguintes sistemas: Sistema de Informação sobre Mortalidade–SIM, Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos – SISNASC, Sistema de Informação de Agravos de Notificação –SINAN. Utilizou-se também o Plano Diretor de Regionalização -PDR atualizado e a Programação Pactuada e Integrada - PPI atualizada, assim como documentos oficiais da RC na IX Região de Saúde. Os dados foram trabalhados pelo programa Microsoft Excel. Encontrou-se uma rede em processos de articulações, frente a realidade de recursos do território, com ações em replanejamentos recentes. Os indicadores de morbimortalidade, mostram a necessidade constante dos gestores debaterem a saúde materna e infantil da região, buscando estratégias de ampliação e qualificação do serviço ofertado. Os indicadores de gestão mostra-se atualizados, com exceção da PPI, que é o único indicador da gestão pactuado antes da implantação do RC. Contudo, a pesquisa possibilita conhecer o cenário local, analisar os indicadores e readequar a assistência oferecida a população, contribuindo para promoção de saúde coletiva, e reconhecendo a amplitude do modelo de cuidado desenhado pela Rede Cegonha.

 

 

Picture of ESPPE Portal EAD

Análise Documental da Implantação e acompanhamento da Rede Cegonha na IV Região de Saúde de Pernambuco.

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 11:55 AM
 

Autora: GABRIELA CRISTINA DA SILVA FIRMINO

 

Resumo
O objetivo deste estudo foi fazer uma análise, por meio da pesquisa documental, de como ocorre o processo de implantação da Rede Cegonha (RC) na IV Região de Saúde de Pernambuco, realizadas através das pactuações gestoras em âmbito regional, buscando descrever os processos de pactuação nos espaços de governança regional, implantação, adequação ao que preconiza a política bem como o acompanhamento da RC nos espaços colegiados. Foram levantadas Normas Técnicas, Portarias Ministeriais e Estaduais, Resoluções, Resumos Executivos da Comissão Intergestora Regional (CIR) e Planos de Ação relacionadas aos processos de pactuação da RC, totalizando um quantitativo de documentos significativo para iniciar a análise. O material coletado faz referência aos anos de 2011 à 2017. A partir do estudo e da análise dos documentos, foi possível a definição de três categorias temáticas, sendo elas: Operacionalização da Rede Cegonha; Territorialização da Assistência; Governança e acompanhamento da Rede Cegonha. Este estudo demonstrou que a RC na IV Região de Saúde enfrenta uma diversidade de nós críticos que interferem na continuidade da sua construção. Mesmo diante de paradigmas, é preciso desenvolver estratégias para qualificação da gestão, fortalecimento da regionalização, da cooperação, ampliação dos recursos, cumprimento da gestão ascendente, corresponsabilização das instâncias e desenvolvimento e consolidação das Redes de Atenção à Saúde.


Palavras – chave: Gestão Descentralizada do Sistema Único de Saúde. Planejamento Regional. Saúde Pública. Rede Cegonha.

 

Picture of ESPPE Portal EAD

Análise documental da implantação e acompanhamento da Rede Cegonha na V Gerência de Saúde de Pernambuco

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 2:42 PM
 

Autora: RAIZA MARIA DA SILVA

 

RESUMO

O presente trabalho versa de um recorte da pesquisa intitulada recorte do Macro-projeto intitulado REDES ASSISTENCIAIS INTEGRADAS E SUSTENTÁVEIS: teoria, prática e possibilidades de inovação na dinâmica interinstitucional da regulação do SUS (REG-SUS). Na intenção de analisar o processo de implantação da Rede Cegonha na V regional de saúde partindo dos registros de Pauta das Reuniões da Comissão Intergestora Regional (CIR). Através da metodologia a análise documental e observação participativa, tendo sido analisadas Pauta das Reuniões da CIR, a fim de obter dados qualitativos que possibilitando a analisar o processo de implantação da Rede Cegonha na V Região de Saúde de Pernambuco, a partir das pactuações gestoras na esfera regional. Com captação de dados ocorrendo través da leitura fluente dos documentos dentro das categorias de “Implantação” e “Acompanhamento”. Considerando o “Tipo de documento” como unidades de análise. Ao fim desse estudo foi possível identificar: forte carácter administrativo das reuniões da CIR, funcionando muitas vezes como espaço para repasse de informações e postulação de providências para os Municípios; e inconsistência dos processos de secretariado desses espaços.

 

Picture of ESPPE Portal EAD

ANÁLISE DOCUMENTAL DA IMPLANTAÇÃO E ACOMPANHAMENTO DA REDE CEGONHA NA X REGIÃO DE SAÚDE DE PERNAMBUCO

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 3:15 PM
 

Autora: RUBÊNIA SILVA LEANDRO

 

Resumo

O objetivo deste estudo foi analisar o processo de implementação da Rede Cegonha (RC) na X Região de Saúde de Pernambuco, buscando descrever os processos de pactuações e acompanhamento da RC nos espaços de governança gestora regional de acordo com o que preconiza a política. Trata-se de uma pesquisa qualitativa e descritiva, utilizando o método de análise documental. O processo de coleta de dados se deu por meio da técnica de análise de conteúdo em documentos de registro oficiais, tais como, o Proposta de implantação da Rede Cegonha na X Região de Saúde, Atas e Resoluções dos Colegiados, Câmara Técnica (CT) e Comissão Intergestora Regional (CIR) no período compreendido entre junho de 2011 e dezembro 2017, cedidos pelo Setor de Planejamentos e Regulação da X GERES. A partir do material coletado foi possíveis definir analise de acordo com o processo de operacionalização desta descrita no Art. 8 da portaria ministerial.


Palavras- chave: Rede Cegonha, Comissão Intergestora Regional, Regionalização.

 

Picture of ESPPE Portal EAD

ANÁLISE DO FINANCIAMENTO E GASTOS COM AÇÕES E SERVIÇOS PÚBLICOS DE SAÚDE EM UMA REGIÃO DE SAÚDE DE PERNAMBUCO

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 2:29 PM
 

Autora: Luzia Isley Almeida dos Santos

 

Resumo

Este estudo tem como objetivo analisar o financiamento e gastos com ações e serviços públicos de saúde nos municípios da VI Região de Saúde de Pernambuco, no período de 2013 a 2017. Os indicadores relacionados à receita e despesas foram coletados no Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Saúde (SIOPS), os quais apresentam dados descritivos de frequência absoluta e relativa. Também foram coletados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) a fim de explorar algumas associações entre particularidades dos municípios (porte populacional e Índice de Desenvolvimento Humano – IDH), com indicadores relacionados a receitas e despesas. Identificou-se que os municípios apresentam baixa capacidade de arrecadação de imposto e que existe pouca participação do estado nas receitas da saúde, pois mais de 95% das transferências intergovernamentais para a saúde são da União. A despesa total per capita apresenta valor assimétrico entre os municípios e crescimento gradativo na maioria, sendo o maior percentual destinado a gastos com pessoal, seguido por serviços de terceiros. O percentual de recursos próprios municipais aplicados em saúde foi maior que 15%, exceto Pedra em 2016 (11,14%).


Palavras-chaves: Financiamento em saúde, Gastos em saúde, Sistema Único de Saúde.

 

Picture of ESPPE Portal EAD

ANÁLISE DO PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DA REDE DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL NA VII REGIONAL DE SAÚDE- SALGUEIRO NOS ESPAÇOS DE GOVERNANÇA REGIONAL

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 11:32 AM
 

Autora: RUTE BENTO DE SALES

 

RESUMO
OBJETIVO: Analisar o processo de construção da rede de atenção psicossocial na VII regional de saúde- Salgueiro, através dos espaços de governança, colegiado gestor de saúde mental e Comissão intergestores regional (CIR).
PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS: Estudo de caso, com análise interpretativa, do tipo documental de dados primários. A análise do estudo foi realizada a partir de documentos oficiais, como as atas do colegiado de gestão regional de saúde mental, referente ao período de 2014 a 2015 e atas da CIR no período de 2010 a 2015 da VII Região de Saúde-PE. RESULTADOS: O colegiado regional de saúde mental configura em um espaço de discussão composto por todos os coordenadores de saúde mental dos municípios que compõe a VII regional de saúde, sendo de fundamental importância o aprimoramento desta rede de assistência. O referido colegiado é composto pela coordenadora de saúde mental da regional, sete coordenadores pertencentes aos municípios de Verdejante, Belém de São Francisco, Terra Nova, Cedro, Salgueiro, Mirandiba e Serrita. Quanto aos municípios de Salgueiro e Terra Nova, não possuem coordenadores, sendo então representados pelos coordenadores da atenção básica dos seus respectivos municípios. Foram coletadas no presente estudo cinco atas, em todo o período de 2014 a 2015. No estudo descrito foram coletados três documentos referentes às deliberações pactuadas sobre a rede de atenção psicossocial (RAPS) na comissão Intergestores Regional, como resoluções internas, que configura um documento originado de reuniões da CIR.
CONCLUSÕES: A realização desse estudo possibilitou identificar a falta de reuniões sistemáticas no processo de condução das atividades do colegiado gestor de saúde mental da VII Regional. Dessa forma, é necessário buscar a garantia da priorização da temática de saúde mental na agenda da CIR e formalizar as discussões em atas, relatórios, entre outros, de forma a subsidiar as ações na Raps.


PALAVRAS CHAVES: Rede de atenção psicossocial. Colegiado regional de saúde mental. Governança.

 

Picture of ESPPE Portal EAD

ANÁLISE DO PROGRAMA DE CONTROLE DA HANSENÍASE NO MUNICÍPIO DE SALGUEIRO/PE

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 11:47 AM
 

Autora: DÉBORA ISABEL RODRIGUES DOS SANTOS SILVA

 

RESUMO
A hanseníase é uma das doenças mais antigas que acomete o homem. Corresponde a uma doença crônica, infectocontagiosa, causada pela infecção do Mycobacterium leprae. O presente estudo apresentou como objetivo analisar o programa de controle da hanseníase no município de Salgueiro- PE, em relação aos aspectos estruturais, ao processo de trabalho, a disponibilidade de serviços, bem como os indicadores epidemiológicos e operacionais. Trata-se de estudo descritivo, com abordagem quantitativa, utilizando dados primários e secundários. Apresentando como campo para coleta de dados: as Unidades de Saúde da Família (USF) do município, o serviço de vigilância municipal e a Unidade Pernambucana de Atenção Especializada (UPAE). Os resultados mostraram que o programa possui estrutura e processo de trabalho parcialmente adequado, visto que foram identificadas algumas fragilidades: a falta de um centro de reabilitação e profissionais capacitados, ausência de reuniões para discussão dos indicadores com as equipes de saúde e reuniões integradas com áreas técnicas da gestão. Os resultados indicam que há necessidade de ações que foquem no diagnóstico precoce. Diante dessas fragilidades é necessário a adoção de medidas para fortalecimento do controle e tratamento da hanseníase.


Palavras- Chave: Hanseníase; Unidade Básica de Saúde; Avaliação em Saúde.

 

Picture of ESPPE Portal EAD

ANÁLISE DO PROGRAMA DE CONTROLE DA TUBERCULOSE NAS UNIDADES DE SAÚDE DA FAMÍLIA DO MUNICÍPIO DE OURICURI-PE

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 2:51 PM
 

Autor: SILVANA RIBEIRO DA SILVA

 

RESUMO
A Tuberculose é uma doença infecciosa e transmissível, causada pelo bacilo Mycobacterium tuberculosis. É uma doença antiga na sociedade, sendo caracterizada como problema de saúde pública no Brasil e no mundo. Essa pesquisa tem como objetivo analisar o Programa de Controle da Tuberculose nas Unidades de Saúde da Família do município de Ouricuri-PE. Foi desenvolvida por meio de uma abordagem descritiva e predominantemente quantitativa, tendo sido realizada no período de Novembro de 2017 a Fevereiro de 2018. Para a sua realização foi aplicado nas Unidades de Saúde da Família (USF) um questionário semi estruturado, elaborado pela Secretária Estadual de Saúde de Pernambuco, além de dados secundários obtidos do SINAN-Net da Regional de Saúde. No período de 2012 a 2016, o referido município registrou 54 casos de Tuberculose no SINAN-Net. Após a análise dos questionários aplicados observou-se um baixo percentual de USF com disponibilidade dos instrumentos de registros utilizados pelo Programa. No tocante ao diagnóstico, tratamento e acompanhamento: 60% das USF realizam oferta de baciloscopia de escarro na oportunidade da consulta; 56% realizam o Tratamento Diretamente Observado e 68% fazem acompanhamento de contatos. Ao confrontar os dados obtidos na aplicação do questionário com os dados do SINAN-Net foram observadas diferenças significativas. A análise do Programa de Controle da Tuberculose nas USF do município de Ouricuri, permitiu identificar questões relevantes fornecendo meios para o aperfeiçoamento das ações do Programa.


PALAVRAS-CHAVE: Tuberculose. Saúde da Família. Tratamento Diretamente Observado.

 

Picture of ESPPE Portal EAD

ANÁLISE DO PROGRAMA DE CONTROLE DA TUBERCULOSE NO MUNICÍPIO DE SALGUEIRO-PE

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 2:40 PM
 

Autora: PRISCILA KAROLINE DE MENEZES SILVA

 

RESUMO
A tuberculose (TB) é considerada uma doença infecciosa e contagiosa causada pelo agente etiológico Mycobacterium tuberculosis, também chamado de bacilo de Koch. O objetivo dessa pesquisa foi analisar o programa de controle da tuberculose no município de Salgueiro- PE, em relação aos aspectos estruturais, ao processo de trabalho, a disponibilidade de serviços, bem como os indicadores epidemiológicos e operacionais. Trata-se de um estudo descritivo, com abordagem quantitativa, utilizando dados primários e secundários apresentando como campo para coleta de dados: as Unidades de Saúde da Família do município e o serviço de vigilância municipal. Os resultados evidenciaram que o programa possui estrutura e processo de trabalho parcialmente adequado, visto que foram identificadas algumas fragilidades: ausência de monitoramento dos principais instrumentos de gestão, ausência de integração entre as equipes, não disponibilização do serviço de raio-X, demora no recebimento do exame de cultura, ausência de reuniões entre o coordenador do programa e as equipes de saúde da família para discussão dos indicadores. Além disso, o coeficiente de incidência vem aumentando ao longo dos anos evidenciando que o controle da tuberculose ainda é um grande desafio para o município. Diante dessas fragilidades é necessário a adoção de medidas para fortalecimento do controle e tratamento da tuberculose.


Palavras- chave: Atenção primária à saúde; Estrutura dos serviços; Tuberculose.

 

Picture of ESPPE Portal EAD

ANÁLISE DO PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICOS DOS CURSOS TÉCNICOS EM SAÚDE BUCAL EM INSTITUIÇÕES PÚBLICAS DE PERNAMBUCO

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 2:50 PM
 

Autor: SAULO CAVALCANTI DE MENEZES

 

RESUMO
A mudança na prática e na formação odontológica acompanha o processo de construção do Sistema Único de Saúde. Com a ampliação do SUS, se fez necessário um maior contingente de profissionais qualificados para poder atender a todo o amplo espectro de necessidades que a população apresenta. Atualmente na área de saúde bucal, há 3 profissões de nível técnico: Técnico em prótese dentaria (TPD), Técnico em saúde bucal (TSB) e o Auxiliar em Saúde Bucal (ASB). OBJETIVO: Analisar os Projetos Políticos Pedagógicos dos cursos técnicos de saúde bucal de instituições públicas do estado de Pernambuco. METODOLOGIA: Este estudo apresenta um desenho descritivo e analítico de abordagem qualitativa, utilizando-se da análise de documentos como estratégia metodológica. RESULTADO: Observa-se a necessidade da inclusão na grade curricular ao menos uma disciplina voltada para a politização do profissional, evitando-se assim uma formação exclusivamente tecnicista voltada apenas para a reprodução de uma tarefa.

 

Picture of ESPPE Portal EAD

ANÁLISE DO SISTEMA DE GOVERNANÇA REGIONAL DA REDE CEGONHA QUANTO AS AÇÕES E SERVIÇOS DO COMPONENTE PARTO E NASCIMENTO NA X REGIÃO DE SAÚDE DE PERNAMBUCO

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 11:47 AM
 

Autora: CLÁUDIA DE ESPÍNDOLA MAMEDES

 

RESUMO
Introdução Em 2011, o Ministério da Saúde lança a Rede Cegonha (RC), visando o enfrentamento da Mortalidade materna e infantil, e considerando o panorama de baixa qualidade da rede de atenção ao parto e nascimento; propõe uma rede de assistência que garanta à mulher o direito à gravidez, parto e puerpério seguros e humanizados e às crianças o direito ao nascimento humanizado e seguro com crescimento e desenvolvimento saudáveis. Para isso, a efetividade, eficiência, eficácia e sustentabilidade das ações da RC dependem de uma estruturação de um modelo organizacional na qual possa garantir melhores condições para o acesso, atendimento e acompanhamento da saúde da população, com assistência contínua de ações de atenção à saúde materna e infantil. Objetivos O estudo pretende analisar a estrutura e os processos de Governança na condução da Rede Cegonha, em seu componente Parto e Nascimento, na X Região de Saúde do Estado de Pernambuco. Metodologia Estudo de caso, com recorte temporal de 2012 a 2016, realizado na X Região de Saúde de Pernambuco, a partir da análise documental (Plano de Ação/Desenho Regional da Rede Cegonha e Atas das Reuniões da Comissão Intergestores Regional), e situação locorregional dos indicadores de Morbimortalidade Materna e Infantil. Conclusão O tema Rede Cegonha foi pouco frequente e/ou pouco discutido nas reuniões da CIR. A ausência do tema na agenda política decisória, revela uma lenta operacionalização da RC na X Região de Saúde de Pernambuco. Por outro lado, a assiduidade e o compromisso, dos membros participantes, com a realização das reuniões da CIR nos permitem inferir a importância desse espaço de negociação e pactuação para os gestores da região. As limitações deste estudo (inexistência de maioria das atas do ano de 2012) também indicam aberturas para novas investigações.


Descritores: Rede Cegonha, Assistência à Saúde Materno-Infantil, Regionalização, Governança.

 

Picture of ESPPE Portal EAD

ANÁLISE EPIDEMIOLÓGICA DOS ÓBITOS POR SUICÍDIO NOS MUNICÍPIOS DA V REGIÃO DE SAÚDE DE PERNAMBUCO, NO PERÍODO DE 2006 A 2014

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 11:30 AM
 

Autora: ROSALINE BEZERRA AGUIAR

 

 

 

Picture of ESPPE Portal EAD

A RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL EM SAÚDE COLETIVA: UMA ESTRATÉGIA DE EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 11:43 AM
 

Autora: BIANCA KARINE DA SILVA

 

RESUMO

A Política Nacional de Educação Permanente em Saúde (PNEPS) propõe uma nova configuração para os profissionais de saúde no que se refere à produção de conhecimento na perspectiva de pensar a educação e o trabalho como eixos indissociáveis. Na busca de um modelo orientado para a integralidade da assistência, centrado na promoção da saúde, se estabelece os Programas de Residências. A Residência Multiprofissional em Saúde é uma experiência que se configura na lógica da educação permanente, por meio dos espaços pedagógicos e de gestão numa relação dialógica entre estes e os atores envolvidos (BRASIL, 2006). O objetivo desse trabalho é evidenciar a Residência Multiprofissional em Saúde Coletiva, com Ênfase em Gestão de Redes de Atenção à Saúde da ESPPE, como uma estratégia da PNEPS na IX Regional de Saúde de Pernambuco localizada no município de Ouricuri, no período de 2016 a 2018.
Trata-se de um estudo descritivo, em forma de relato de experiência sobre a Residência Multiprofissional em Saúde Coletiva, com Ênfase em Gestão de Redes de Atenção à Saúde. Durante a vivencia na residência foi notório o quanto as ações desenvolvidas pelo residente eram norteadas pelos princípios do SUS e da EPS, e que existe um desconhecimento e a percepção dos profissionais a respeito do PRMSC-REDES como um espaço para o desenvolvimento de EPS.

 

Picture of ESPPE Portal EAD

ARTICULAÇÃO ENTRE A ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA E O CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL EM UM MUNICÍPIO DE PERNAMBUCO

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 11:23 AM
 

Autora: LÍVIA DA SILVA RABELO

 

RESUMO
A Política Nacional de Saúde Mental no Brasil propõe que as práticas de cuidado sejam realizadas em uma rede articulada, abarcando o indivíduo em sua integralidade. Nessa rede encontra-se, dentre vários outros serviços, as ESF e os Centros de Atenção Psicossociais (CAPS). O presente estudo se propôs a compreender a articulação das ações de saúde mental desenvolvidas entre as equipes da ESF e do CAPS no município de Salgueiro-PE, tendo em vista a consolidação da Rede de Atenção Psicossocial. Foi realizada entrevista semiestruturada, com abordagem de caráter qualitativa, aplicada aos profissionais de saúde que compõem o quadro profissional do CAPS e da ESF do município de Salgueiro- PE. A análise do material empírico permitiu identificar as seguintes categorias: 1) Conhecimento dos serviços que compõe a RAPS; 2) Articulação entre ESF e o CAPS no município de Salgueiro. Como resultado ficou evidente a complexidade do processo e a existência de falhas na articulação e comunicação entre a ESF e o CAPS. Evidenciou-se a necessidade de reflexão sobre o processo de trabalho das equipes com intuito de promover uma prática mais integral e conexões efetivas entre os pontos da rede.


Palavras Chaves: Atenção Primária á Saúde; Apoio Matricial; Saúde Mental.

 

Picture of ESPPE Portal EAD

Atenção centrada no paciente

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 3:42 PM
 
A proposta de analisar a atenção centrada no paciente (ACP) na prática interprofissional colaborativa (PIC) é motivada por duas questões. A primeira decorre da ênfase das políticas de saúde e dos centros de pesquisa voltados para a PIC na ACP como um dos domínios essenciais para a colaboração interprofissional. A literatura sobre prática interprofissional também aponta a ACP como um elemento primordial do trabalho em equipe e da PIC. O segundo aspecto que motiva o estudo é que, embora a literatura estabeleça a ACP como domínio de competência da PIC e apresente bons resultados empíricos associados à ACP, identifica-se ausência de uma definição consensual para o termo ACP, o que prejudica sua implementação e dificulta o diálogo entre a literatura nacional e internacional. Este diálogo é necessário para se compreender de que forma as contribuições internacionais sobre a ACP se aproximam das abordagens usuário-centradas descritas no Brasil.
Picture of ESPPE Portal EAD

ATUAÇÃO DO NÚCLEO DE APOIO À SAÚDE DA FAMÍLIA (NASF) NO MUNICÍPIO DE SALGUEIRO – PE

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 11:15 AM
 

 

Autor: Alaine Santos Parente

 

RESUMO
Introdução: O Núcleo de apoio à Saúde da Família (NASF) é composto por uma equipe multiprofissional que atua em parceria à Estratégia de Saúde da Família (ESF) com a proposta de superar a lógica assistencial, fragmentada e individual em direção a corresponsabilização do cuidado. Objetivo: Analisar a atuação do NASF no município de Salgueiro - PE. Metodologia: Estudo descritivo de abordagem quantitativa, com base em um questionário estruturado adaptado do instrumento de avaliação externa do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade (PMAQ). Resultados: Os achados no estudo revelaram que as principais atividades entre as ESF´s e o NASF são em (93,75%) pactuações conjuntas de atividades, (62,5%) a construção compartilhada da agenda, (75%) de encontros mensais, (62,5%) de compartilhamento de casos por escrito, por discussão ou agendamento direto, (93,75%) de visitas domiciliares, (68,75%) de planejamento e (62,5%) realização dos grupos terapêuticos, das consultas individuais e compartilhadas, e ainda (68,75%) tem conhecimento do cronograma do NASF. As ações contribuíram para resolver as necessidades dos usuários e para ampliar as ações ofertadas na ESF em 62,5%, além de promover a melhora na situação de saúde dos casos compartilhados e a qualificação dos encaminhamentos para atenção especializada em 56,25% das equipes. Considerações Finais: A inserção do NASF na rede contribui para ampliar as ações da ESF no cuidado e na resolubilidade dos problemas.


PALAVRAS-CHAVE: ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE; ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA; NÚCLEO DE APOIO À SAÚDE DA FAMÍLIA.

C

Picture of ESPPE Portal EAD

Caderno de Analise Intoxicação Exógena

by ESPPE Portal EAD - Monday, 5 July 2021, 11:31 AM
 
Com o objetivo de melhorar a qualidade da informação do SINAN, o presente instrutivo se propõe a oferecer de forma detalhada as etapas para elaboração de Relatórios de análise de dados, a partir da base de dados do SINAN/PE. Esse documento representa o esforço conjunto das citadas áreas técnicas no intuito de instrumentalizar os profissionais em uma das tarefas pertinentes à Vigilância de Intoxicações Exógenas, quer seja a avaliação da completude, consistência e duplicidade de registros.
Picture of ESPPE Portal EAD

CARACTERIZAÇÃO DE USUÁRIOS DOS SERVIÇOS DE ATENÇÃO PRIMÁRIA DE UMA REGIÃO DE SAÚDE DE PERNAMBUCO: SAÚDE MENTAL E MEDICALIZAÇÃO SOCIAL

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 2:17 PM
 

Autora: LUANA BATISTA RIBEIRO TELES

 

RESUMO
Introdução: A Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) designa pontos de atenção territorializados para atendimento a pessoas que apresentem sofrimento ou transtorno mental e/ou com demandas oriundas do uso de álcool e outras drogas, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). O artigo objetiva caracterizar os usuários da RAPS atendidos em serviços de atenção primária à saúde segundo aspectos demográficos, condições de saúde referidas e utilização de medicamentos, a fim de aperfeiçoar o suporte aos seus usuários. Metodologia: Trata-se de um estudo observacional transversal, de caráter descritivo e natureza quantitativa. A coleta de dados baseou-se em um questionário semiestruturado denominado: Instrumento Padrão do Perfil Epidemiológico de Saúde Mental – 2017, produzido pela coordenação da RAPS da VI Microrregião de Saúde do estado de Pernambuco, em parceria com os coordenadores de saúde mental dos municípios que a compõe. Resultados: A população é predominantemente feminina, com idades acima de 60 anos. O uso de psicofármacos é algo bastante evidente na região, dos quais os ansiolíticos obtêm maioria absoluta de prescrições. Em geral seu uso se estende por períodos acima de 1 ano. Conclusão: Os resultados deste estudo levantaram indícios de medicalização social, amparados no vasto e prolongado consumo de ansiolíticos. Tais medicações são comumente usadas de forma indiscriminada e geram efeitos colaterais indesejáveis. A pluralização terapêutica de suas instituições, ou seja, a oferta de tratamentos alternativos menos nocivos que o uso dessas medicações, representa um caminho resolutivo à crescente medicalização social no âmbito da atenção à saúde.


Descritores: Medicalização, Ansiolíticos, Farmacoepidemiologia, Serviços de saúde mental, Terapias complementares.

 

Picture of ESPPE Portal EAD

Caracterização do perfil epidemiológico da Hanseníase e a Descrição do Processo de Trabalho no Combate à doença no Município de Afogados da Ingazeira

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 2:35 PM
 

Autora: Marília Valdice Martins Moura

 

RESUMO
A Hanseníase é uma doença infecto-contagiosa de evolução crônica e curável, causada pelo Mycobacterium leprae, o qual possui alto poder infectante e baixo poder patogênico. Atualmente, o Brasil é o segundo país no mundo em números absoluto de casos de hanseníase. Em virtude da alta prevalência no país, o objetivo do estudo foi descrever como está organizada a rede de atenção à saúde para os pacientes de hanseníase no Município de Afogados da Ingazeira, com o intuito de gerar dados que possam subsidiar ações que atendam as estratégias de combate e erradicação da doença. Para tanto, utilizou-se de estudo descritivo de abordagem quantitativa, utilizando dados secundários do SINAN onde observou-se o perfil epidemiológico da doença no município, no período de janeiro de 2006 a dezembro de 2015. Ainda neste estudo, observou-se o processo de trabalho dos profissionais enfermeiros das Equipes de Saúde da Família (ESF) e o Coordenador de Vigilância epidemiológica do município utilizando-se para tanto a aplicação de instrumento de pesquisa. O município apresentou 63 casos notificados da doença. Em relação à distribuição houve o predomínio dos casos na área urbana, do sexo feminino, na faixa etária de 30 - 49 anos , no quesito raça /cor parda com escolaridade de 1º grau incompleto. Foi observado a presença de todas as forma clínicas (dimorfa, indeterminada, tuberculóide e virchowiana), predominando o Grau de Incapacidade zero. O acesso desse paciente ao programa deu-se através de encaminhamento e demanda espontânea e teve como tipo de saída, na sua grande maioria, alta por cura em tempo oportuno. Com relação ao processo de trabalho observou-se que o município tem O município tem o total de 37.258 pessoas cadastradas em suas Unidades Básicas de Saúde (UBS) que recebem o atendimento de 14 Equipes de Saúde da Família, todas com quadro completo de profissionais, que segundo o plano municipal de saúde atende 100% da população. A Rede de cuidado da hanseníase no município de Afogados da Ingazeira, conta com uma estrutura favorável ao desenvolvimento das ações de combate a Hanseníase no tocante ao espaço físico, quantitativo de profissionais e equipamentos, todavia, as ações que vêm sendo executadas ao longo desses 10 anos, não demonstraram impacto direto na prevenção de casos novos. Há necessidade de ampliação das campanhas e que estas não se restrinjam apenas as escolas ou ao salão da UBS, numa ação pontual, mas que possa ser inserida da rotina do serviço, tendo todos os profissionais da equipe sensibilizados e capacitados para identificar a doença.


Palavras-chave: Hanseníase; Perfil epidemiológico; Processo de trabalho .

 

Picture of ESPPE Portal EAD

CARACTERIZAÇÃO DOS ACIDENTES DE TRANSPORTE TERRESTRE POR CICLO DE VIDA EM UMA REGIÃO DE SAÚDE DE PERNAMBUCO

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 11:17 AM
 

Autor: Edmilson Cursino dos Santos Junior

 

RESUMO
Introdução: os acidentes de transporte terrestre (ATT) representam um problema de saúde pública mundial. No Brasil, os acidentes de motocicleta (AM) se destacam e as características desses acidentes são diferentes nos diversos ciclos de vida da vítima. É importante conhecer o perfil epidemiológico desses acidentes por ciclo de vida para direcionamento das intervenções. Objetivo: caracterizar o perfil epidemiológico dos ATT, com ênfase nos AM, ocorridos em uma região de saúde de Pernambuco, em 2014, por ciclo de vida da vítima. Metodologia: estudo descritivo dos casos de ATT ocorridos em uma Região de Saúde, notificados na Unidade Sentinela de Informações sobre Acidentes de Transportes Terrestres dessa Região, no ano de 2014. Os dados foram coletados do Sistema de Informação sobre Acidentes de Transportes Terrestres e estratificados por ciclo de vida. Resultados: no ano de 2014, foram notificados 3.415 casos de ATT, a maioria do sexo masculino (78,7%), condutor (77,1%) na faixa etária de 30 a 59 anos (35,2%). Os AM se destacaram com 2.545 dos casos, prevalecendo condutores (81,7%), do sexo masculino (79,9%). O turno da tarde e dias da semana predominaram em crianças e idosos, a noite e os finais de semana nos jovens. O uso de álcool pelo condutor não prevaleceu nos grupos etários, no entanto, na maioria das faixas etárias, o condutor não estava habilitado. Conclusão: a caracterização dos ATT e a estratificação por ciclo de vida dos AM possibilita uma visão mais ampla e direcionada do agravo. Recomenda-se implementar estratégias e ações especificas para cada faixa etária.


Palavras-Chave: Acidentes; Acidentes de Trânsito; Perfil de Saúde; Grupos Etários

 

Picture of ESPPE Portal EAD

Cartilha da Residência Uniprofissional em Enfermagem Obstétrica

by ESPPE Portal EAD - Monday, 5 July 2021, 2:36 PM
 
A Residência Uniprofissional em Enfermagem Obstétrica é uma modalidade de ensino de Pós-graduação Latu sensu, voltada para a educação em serviço e destinada a categoria profissional de enfermagem As residências em área profissional da saúde foram criadas a partir da promulgação da Lei n° 11.129 de 2005, baseadas a partir dos princípios, diretrizes e formação para o Sistema Único de Saúde (SUS), a partir das necessidades e realidades locais e regionais, e abrangem as profissões da área da saúde.
Picture of ESPPE Portal EAD

Cê vai se arrepender de levantar a mão pra mim: Análise da (sub) notificação de violências de gênero na VI Geres/PE

by ESPPE Portal EAD - Friday, 9 July 2021, 9:54 AM
 

Autora: Larissa Keyla Ferreira Canel

 

RESUMO

Neste artigo propomos analisar os índices de notificação ou subnotificação de violências de gênero na VI GERES, através de um estudo do tipo exploratório e descritivo a fim de avaliar o quantitativo de notificação compulsória dos casos de violência doméstica contra mulheres na VI GERES. Para tanto, temos como base as informações dos dados tabulados no Tabnet relacionados aos dados do Boletim anual por municípios da Secretaria de Defesa Social do Estado de Pernambuco, no período de 2013 e 2014. Concluímos que, apesar de um fomento na discussão de políticas públicas para as mulheres e consequente melhoria na qualidade de vida destas, essas melhorias têm sido focalizadas nas capitais enquanto nos interiores ainda há muito no que se avançar para pôr fim aos contextos de sucateamento institucionais e as situações de violência vivenciadas pelas mulheres, assim como, ao elevado número de subnotificação da violência, e desatualização dos dados do SINAN.

 

Picture of ESPPE Portal EAD

CÓDIGOS GARBAGE COMO CAUSA BÁSICA DE ÓBITO NA IV GERES/ PE, 2007 - 2016

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 2:43 PM
 

Autora: Renata dos Santos Barbosa

 

Resumo
Objetivo: Analisar a ocorrência de óbitos por códigos garbage como causa básica na IV GERES de Pernambuco, no período de 2007 a 2016. Métodos: Estudo epidemiológico retrospectivo que utilizou dados provenientes do SIM, disponibilizados pela Coordenação Geral de Informações e Análise Epidemiológica. Variáveis analisadas: óbitos por abrangência, por local de ocorrência, por grupo etário, por sexo, e por mortalidade geral. Resultados: Ocorreram 78.234 óbitos, destes, 34% por causas garbage. Sendo 24% das causas pertencentes ao Capítulo XVIII e 76% aos demais capítulos da CID-10. O local de ocorrência principal foi o domicílio (42%), seguido do hospital (34%). Houve equivalência entre os sexos, com maior ocorrência na faixa etária acima de 60 anos. Das 10 principais causas de mortalidade geral, 5 são garbage. Conclusão: A classificação de causa básica de óbito como causa garbage é substancial, estando na capacitação dos profissionais a estratégia fundamental para a melhoria das informações sobre mortalidade.


Palavras-chave: Causas de Morte; Registros de Mortalidade; Sistemas de Informação.

 

Picture of ESPPE Portal EAD

COMPARTILHANDO SABERES ATRAVÉS DA REGULAÇÃO AMBULATORIAL NO MUNICIPIO DE JOAO PESSOA: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 1:49 PM
 

Autora: Ingrid Rayanne Lins de Oliveira

 

RESUMO
Trata-se de um relato de experiência que tem por objetivo discutir a dinâmica da regulação em saúde no município de João Pessoa/PB quanto às potencialidades e fragilidades existentes. Trata-se de um estudo descritivo, com abordagem qualitativa, na modalidade de relato de experiência, proveniente da vivência como residente do programa de residência multiprofissional em saúde coletiva com ênfase em gestão de Redes pela ESPPE, durante o estágio optativo na Central de Regulação de Consultas e Exames – CMCE/SMSJP.O local do estudo foi no município de João Pessoa/PB, nos meses de agosto e setembro de 2017. Os resultados evidenciaram que a Regulação Ambulatorial deve ser organizada de acordo com as diretrizes da Regulação da Atenção à Saúde, com desenvolvimento de sua capacidade sistemática em responder às demandas em saúde da população. Enquanto estratégia de gestão em Saúde Pública, a regulação ambulatorial gerencia o acesso aos serviços de forma a disponibilizar assistência a saúde de forma equânime. Participar do programa de residência em saúde coletiva tornou-se uma oportunidade ímpar para o acesso e vivencia na área, contribuiu para reflexão da relevância da regulação ambulatorial na assistência à saúde. Lançando novos olhares sobre estratégias que contribuem para melhoria das ações desenvolvidas no serviço e consequentemente na efetivação dos princípios do SUS.


Palavras-Chaves: Gestão em Saúde; Assistência à Saúde; Saúde Pública

 

Picture of ESPPE Portal EAD

COMPREENDENDO A REDE DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL NA IV GERES-PE

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 11:33 AM
 

Autora: THAMILYS LOPES DE LIMA

 

RESUMO
Este trabalho objetiva o aprimoramento das discussões e pactuações da rede de atenção psicossocial no Sistema Único de Saúde, utilizando como metodologia científica a pesquisa documental numa abordagem descritiva. Esse construto justifica-se na experiência vivenciada nos rodízios contemplados no programa de residência em saúde coletiva com ênfase em gestão de redes. A trajetória realizada é composta por breve contextualização sobre a política pública de saúde, perpassando o processo de reforma psiquiátrica sob influências internacionais, trazendo para a realidade brasileira, pernambucana e local. Além disso, houve reflexão acerca da dinâmica de construção das redes de atenção à saúde, destacando as principais características da rede de atenção psicossocial, trazendo contribuições no cenário da IV gerência regional de saúde de Pernambuco. Bem como, tornou-se relevante o diálogo sobre as práticas de cuidado em saúde mental executadas na atenção básica.


Palavras – Chave: Atenção Básica, Redes, Reforma Psiquiátrica,Saúde mental.

 

Picture of ESPPE Portal EAD

Conexões e fronteiras da interprofissionalidade: forma e formação

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 4:07 PM
 
O debate apresenta uma tematização sobre a interprofissionalidade: trajetória e necessidade desse conceito para a gestão do trabalho e da educação na saúde, especialmente quando em cena a segurança do paciente, a formação orientada aos sistemas de saúde e uma coordenação da rede de serviços orientada pela integralidade, resolutividade, satisfação dos usuários e maior conforto dos trabalhadores. Apresenta a distinção entre os prefixos “multi”, “inter” e “entre” ante os termos “profissão” e “disciplina”.
Picture of ESPPE Portal EAD

CONTINUIDADE DO CUIDADO: ESTUDO DE CASO DE UM ÓBITO MATERNO EM UM MUNICÍPIO DA ZONA DA MATA DE PERNAMBUCO

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 11:57 AM
 

Autora: Gracikelly Gomes Vasconcelos Lima

 

RESUMO
O presente estudo tem como objetivo identificar a continuidade do cuidado a partir da ocorrência de um óbito materno por causa obstétrica,afim de detectar possíveis falhas e obstáculos nos serviços de saúde que contribuíram para a acontecimento do óbito e verificar a relação entre a continuidade do cuidado e a ocorrência do mesmo. Trata-se de um estudo de caso em profundidade por meio de pesquisa qualitativa, realizado no município de Timbaúba. Para participar do estudo foi escolhido um óbito materno obstétrico ocorrido em 2017, utilizando como técnica de coleta de dados a entrevista individual semi estruturada com o sujeito ativo do processo, com o intuito de evidenciar aspectos relacionados à continuidade da assistência.Também foram analisadas informações contidas em prontuários e fichas de investigação do óbito materno.Foram identificadas possíveis falhas e obstáculos nos serviços de saúde que podem ter colaborado para a ocorrência do óbito, bem como a necessidade de compreender a importância da continuidade do cuidado de qualidade na prevenção do óbito materno.


Palavra-chave:Estudos de Casos; Continuidade da Assistência ao paciente; Mortalidade Materna.

 

D

Picture of ESPPE Portal EAD

DETERMINANTES SOCIAIS DE SAÚDE E A SÍNDROME CONGÊNITA DO VÍRUS ZIKA

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 3:01 PM
 

Autora: WANESSA MARIA DE OLIVEIRA CORREIA

 

RESUMO
Este estudo tem como objetivo analisar a relação entre os Determinantes Sociais de Saúde (DSS) e a Síndrome Congênita do Vírus Zika em Caruaru/PE no período de 1º de julho de 2015 a 31 de dezembro de 2016. Para o alcance dos objetivos propostos, a metodologia utilizada foi de abordagem quantitativa de cunho explicativo, por meio de um questionário semiestruturado.
No primeiro momento, foi realizado uma pesquisa bibliográfica, permitindo uma maior aproximação com o tema. Posteriormente, foram feitas 17 entrevistas, para aplicação dos questionários. A pesquisa foi feita com genitoras residentes em Caruaru que tiveram crianças nascidas neste período e diagnosticadas com Síndrome Congênita do Vírus Zika. Dentre os resultados obtidos, um dos que mais apontam a relação dos Determinantes sociais é a precariedade que algumas famílias vivem. Os dados mostram que 41,18% das famílias não tem coleta de lixo. Outro dado é a respeito das famílias que não tem Unidade Básica de Saúde próxima a sua residência (64,71%), o que as deixa em condições de vulnerabilidade. Com base nos dados levantados, chegou-se à conclusão que os DSS têm ligação direta com o Zika, vitimizando principalmente as famílias que se encontram em situação de vulnerabilidade social, com baixa renda familiar e baixos níveis de escolaridade, além de dificuldades de acesso a bens e serviços de saúde.


Palavras-chave: Determinantes Sociais de Saúde. Vulnerabilidade. Vírus Zika.

 

Picture of ESPPE Portal EAD

DIAGNÓSTICO DO PROGRAMA DE CONTROLE DA TUBERCULOSE NO MUNICÍPIO DE GOIANA

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 2:36 PM
 

Autora: MAURIANNY PALMEIRA DA COSTA

 

RESUMO

Objetivo: Levando em consideração a magnitude da Tuberculose no mundo, nas Américas, no Brasil e no estado de Pernambuco, este estudo se propõe a verificar o Programa de Controle da Tuberculose no município de Goiana – PE, com o intuito de revelar o nível que se encontra as unidades de saúde da família. Métodos: Trata-se de um estudo de caráter descrito e transversal, sendo estudadas as (23) unidades do município, para os componentes de estrutura e processo por meio da aplicação de um questionário. Para análise dos dados foi utilizado o Programa Microsoft Excel 2010. Resultados: Revelam fragilidades no componente vigilância e mostra unidades classificadas em nível baixo para o componente educação, com mínimo e máximo variando de (0) a (100). Conclusão: Esta classificação constitui importante ferramenta para tomada de decisão tanto pela gestão como pelas equipes de saúde potencializando o processo de trabalho.


Palavras Chave: Tuberculose, Programa de Controle da Tuberculose, Saúde Pública.

 

E

Picture of ESPPE Portal EAD

Educação interprofissional: formação de profissionais de saúde para o trabalho em equipe com foco nos usuários

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 3:47 PM
 
RESUMO: São analisados os constructos teóricos da educação interprofissional com base em duas revisões de literatura, considerado o contexto da formação dos profissionais de saúde no Brasil. Identificam-se três tipos de formação: uniprofissional, multiprofissional e interprofissional, com predomínio da primeira, que ocorre entre estudantes de uma mesma profissão de forma isolada; a segunda, entre estudantes de duas ou mais profissões de forma paralela, sem haver interação, e na terceira há aprendizagem compartilhada, com interação entre estudantes e/ou profissionais de diferentes áreas. Destaca-se a distinção entre interprofissionalidade e interdisciplinaridade, referidas, respectivamente, como a integração das práticas profissionais e das disciplinas ou áreas de conhecimento. Mediante a análise apresentada, conclui-se que no contexto brasileiro, a educação interprofissional, base para o trabalho em equipe colaborativo, ainda está restrita a iniciativas recentes, que merecem estudo.
Picture of ESPPE Portal EAD

Educação Interprofissional Inovações no Cenário Brasileiro

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 4:12 PM
 
Trabalhar de comum acordo ou trabalhar com outros? A regulamentação de uma atividade profissional serve à reserva de mercado ou à proteção dos usuários das práticas regulamentadas? A definição de atribuições privativas das profissões serve ao projeto de formação e desenvolvimento profissional ou serve à delimitação de exclusividade sobre determinados campos de prática e, portanto, à perenidade das profissões? A profissionalização representa delimitação precisa de territórios de atuação ou capacidade de conexão com demandas pelos saberes profissionais?
Picture of ESPPE Portal EAD

Educação interprofissional na atenção à saúde: melhorar a capacidade dos recursos humanos para alcançar a saúde universal

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 3:30 PM
 
A finalidade da reunião de três dias foi convocar representantes dos ministérios da saúde, ministérios da educação, associações profissionais e instituições acadêmicas dos países da América Latina e Caribe para oferecer aportes e estimular discussões com respeito às bases metodológicas,estrutura e fundamentos para a educação interprofissional (EIP), bem como para compreender as experiências dos diferentes países com a EIP e com as práticas colaborativas.
Picture of ESPPE Portal EAD

Educação Interprofissional Prática colaborativa na Atenção Primária a Saúde

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 3:51 PM
 
O Sistema Único de Saúde (SUS) brasileiro prevê a integralidade das ações de promoção, prevenção e recuperação da saúde pautada na identificação dos determinantes e condicionantes sociais de saúde da população, nas práticas intersubjetivas e na articulação entre os serviços da rede de atenção. A crescente complexidade das necessidades de saúde dos usuários/população, as mudanças do perfil demográfico e de morbimortalidade com o envelhecimento e aumento das doenças crônicas aponta para um novo perfil profissional caracterizado pela colaboração interprofissional.
Picture of ESPPE Portal EAD

Experiencias em Educação em Saúde em Pernambuco

by ESPPE Portal EAD - Monday, 5 July 2021, 10:59 AM
 
Esta publicação é um dos produtos do projeto intitulado Política Estadual de Educação permanente em Saúde e Integração Ensino-Serviço em Pernambuco, premiado no Edital 2015 do Prêmio INOVASUS - Gestão da Educação na Saúde e viabilizado por meio de Carta Acordo celebrada entre a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS/OMS) e a Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco. O Prêmio INOVASUS foi criado pelo Ministério da Saúde, no ano de 2011, com o intuito de valorizar experiências inovadoras no âmbito da Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde, dando visibilidade ao desenvolvimento desses projetos nos territórios e como eles contribuem para promover melhorias no cotidiano do trabalho em saúde.
Picture of ESPPE Portal EAD

Experiência Viva

by ESPPE Portal EAD - Monday, 5 July 2021, 2:29 PM
 
O interesse de organização em redes vem se multiplicando e trabalhar em rede passa a ser uma exigência do mundo contemporâneo. Acompanhando essa tendência nasce a Rede de Escolas e Centros Formadores em Saúde Pública/Coletiva, constituída por instituições públicas que se dedicam à formação em saúde pública, com o objetivo de propiciar a circulação de informações, a difusão de metodologias e o compartilhamento de saberes e práticas para enfrentar desafios comuns. Um espaço onde o exercício da aprendizagem recíproca se torna real.

G

Picture of ESPPE Portal EAD

GOVERNANÇA DA REDE CEGONHA: ESTUDO DE CASO NA VI REGIÃO DE SAÚDE DE PERNAMBUCO

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 11:51 AM
 

Autora: ELENÚSIA GOMES DA PAIXÃO

 

RESUMO
A “Rede Cegonha” (RC) é uma Rede de Atenção à Saúde (RAS), resultante de mobilizações sociais e de instituições e organizações, em diferentes esferas, que convergem seus esforços para o atendimento das necessidades de saúde maternas e infantis. A pesquisa objetivou analisar o processo de governança local da RC, no período de 2011 a 2017. Foi realizado estudo de caso, do tipo descritivo, através do método quanti-qualitativo. Os procedimentos metodológicos foram realizados através de levantamento e análise documental, observando as discussões e pactuações realizadas pela CIR da VI Regional de Pernambuco, pela sua caracterização (organização e funcionamento) e pela percepção dos atores sociais que dela participam. Os resultados alcançados demonstram que, embora a CIR local funcione como agente da governança da RC na VI Região de Pernambuco, há fragilidades que podem comprometer este papel.


Palavras-chave: “Rede Cegonha”; “Rede de Atenção à Saúde”; “saúde pública”; “governança”; “estudo de caso”; “Comissão Intergestora Regional”.

 

Picture of ESPPE Portal EAD

GOVERNANÇA NA COMISSÃO INTERGESTORES REGIONAL DA XI REGIÃO DE SAÚDE DE PERNAMBUCO: ATORES SOCIAIS E RECURSOS DE PODER

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 11:12 AM
 

Autor: ANDERSON DANILO DARIO LIMA

 

 

RESUMO
Introdução: a descentralização político-administrativa brasileira infere a essencialidade da solidariedade interfederativa para a sustentabilidade da política pública de saúde. No arranjo organizativo da região de saúde, a Comissão Intergestores Regional (CIR) é uma arena política que possibilita a negociação solidária entre os municípios, no sentido de viabilizarem a implantação de Redes de Atenção à Saúde (RAS), mediante o exercício da governança pública regional. Objetivo: analisar o sistema de governança regional em saúde quanto aos atores sociais envolvidos e os recursos de poder, objeto do processo decisório da Comissão Intergestores Regional. Metodologia: estudo de caso, de abordagem qualitativa e quantitativa, mediante a análise documental das atas de reuniões da CIR da XI Região de Saúde de Pernambuco, que aconteceram no período de novembro de 2014 a novembro de 2015. Resultados: ocorreram 14 reuniões (12 de caráter ordinárias e 2 extraordinárias), sendo incluídas como fonte de coleta de dados 14 atas. O valor máximo de participantes nas reuniões do colegiado foi de 48 atores sociais e valor mínimo de 17 atores sociais. As categorias Técnico da Regional e Sociedade Civil apresentaram o maior número absoluto de participantes em uma reunião, perfazendo um valor máximo de 13 atores sociais para cada categoria. Estes, foram seguidos pelo Gestor público municipal e Técnico Municipal, com valor máximo de 8 atores sociais cada. Já o Prestador privado participou de 7 reuniões, destas 5 foram ordinárias e 2 extraordinárias. Houve uma predominância do recurso de poder Organizacional - informações compartilhadas e do recurso de poder Organizacional – infraestrutura institucional, seguido pelo Financeiro – financiamento adequado. Discussão: o contexto sugere que a CIR é permeável a participação de atores sociais além daqueles definidos pelo regimento, possibilitando o surgimento de alternativas que fortalecem o planejamento loco-regional. A adesão do gestor público municipal à CIR influência no planejamento regional em saúde, e na conformação de uma rede de atenção em consonância com a dinâmica loco-regional, pois este é conhecedor das especificidades econômicas, administrativas e epidemiológicas do seu município. A esfera privada se posiciona de forma ativa no processo de planejamento loco-regional em saúde, devido, em parte a sua organização para ofertar os serviços mais lucrativos presentes no vazio assistencial da esfera pública. Sendo necessário o fortalecimento da regulação pública sobre o setor privado com vistas a primazia do coletivo. Há no contexto dos recursos de poder uma dissonância entre o conteúdo das informações compartilhadas da natureza das pactuações, sendo estas incipientes à conformação da RAS. Estando o ambiente de governança regional instituído como um espaço inovador, posicionado como um ambiente onde o fluxo de informação se posiciona de forma mais proeminente do que a deliberação para a consolidação da RAS. Conclusão: a fragilidade da adesão do Gestor público municipal, alinhado a presença de mais Técnicos estaduais e municipais, bem como, mais informações e poucas deliberações sugere que o processo decisório em saúde, quanto ao seu corpo robusto de decisões não migrou para o espaço da CIR, com a criação, mediante decreto presidencial, desse ambiente de governança.


Palavras-chave: Comissão Intergestores Regional. Atores Sociais. Recursos de Poder.

Picture of ESPPE Portal EAD

Governança Regional da Rede Cegonha na XI Região de Saúde de Pernambuco

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 2:48 PM
 

Autora: RITA DE KÁSSIA RODRIGUES DE MELO MAGALHÃES E SILVA

 

Resumo

Esta pesquisa teve como por objetivo fazer uma análise de como a Rede Cegonha é abordada e inserida nas pautas da Comissão Intergestores Regional na XI região de Saúde de Pernambuco através da investigação dos processos de governança entre os entes gestores envolvidos no período de 2011 a 2017. Foi realizada análise das atas e observação das reuniões nos anos de 2016 e 2017 e também realizadas duas entrevistas com atores estratégicos neste processo. Os resultados indicam que a Rede Cegonha teve um pico de discussões concentradas nos anos de 2011 e 2012, ano em que houve sua implantação na regional, poucos avanços das ações planejadas em nas discussões presentes em 2013 e 2014 com detecção de problemáticas a respeito da assistência, aumento de número de mortalidade neonatal prejudicados pela baixa cobertura de pré-natal e falta da cobertura de alto risco, em 2015 e 2016 houve a estagnação do tema em processos de rotina de gestão, apenas com renovação da composição do grupo condutor e em 2017 há o resgate do tema por parte da Secretaria Estadual de Saúde com a necessidade de repactuação do desenho assistencial da regional e grande mobilização dos diferentes entes envolvidos no processo de governança para readequação da rede na busca de superação dos desafios da descentralização.

Palavras chaves: Materna-infantil, Política, Regionalização.

 

I

Picture of ESPPE Portal EAD

INSTRUMENTOS DE PLANEJAMENTO DO SUS: ANÁLISE SOBRE O CÂNCER DE MAMA E COLO DO ÚTERO NOS MUNICÍPIOS DO SERTÃO DO ARARIPE PERNAMBUCANO

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 11:27 AM
 

Autora: OLÍVIA JULIANA DE CARVALHO FEITOSA

 

Resumo

Este trabalho tem como objetivo identificar os municípios que apresentaram os planos de saúde e as programações municipais do ano de 2013 e 2014 da IX Região de Saúde e seus respectivos relatórios de gestão, bem como a inserção das ações de controle do câncer do colo do útero e da mama programadas. Trata-se de um estudo baseado na análise documental dos instrumentos de planejamento em saúde disponíveis no Sistema de Apoio à Construção do Relatório de Gestão do Sistema Único de Saúde referente ao ano de 2013 e 2014. A descrição será por município, analisando o que foi informado no sistema para o mesmo período. Destaca-se que há uma deficiência na programação e no cumprimento das ações referentes à saúde da mulher nos respectivos anos, além da ausência de algum destes instrumentos no sistema controlador. É importante reconhecer, contudo, que os desafios atuais e o nível alcançado pelos municípios exigem um novo posicionamento em relação ao processo de planejamento, a fim de favorecer a aplicação de toda a sua potencialidade, contribuindo de forma plena e efetiva para sua consolidação.


Palavras-chaves: Saúde da mulher; Planejamento em Saúde; Sistema Único de Saúde.

 

 

Picture of ESPPE Portal EAD

Interprofissionalidade e formação na saúde: onde estamos?

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 3:55 PM
 
A temática da formação em saúde na perspectiva da interprofissionalidade acompanha o debate sobre as mudanças na educação superior há alguns anos. O esgotamento da perspectiva da uniprofissionalidade se tornou mais evidente, no caso do Brasil, com os debates sobre a integralidade em saúde, em particular no nascedouro da Reforma Sanitária, que mobilizou fortemente a formação e o trabalho na saúde. Rubem Mattos (2004) constatou que o termo, registrado como diretriz constitucional para o Sistema Único de Saúde (SUS) e usado como bandeira de lutas para os movimentos de mudança na organização e no funcionamento do sistema de saúde nos últimos 30 anos, tem funcionado como imagem-objetivo ou ideia-força para produzir deslocamentos, mobilizando pensamentos e práticas.
Picture of ESPPE Portal EAD

IN-VISIBILIDADE DA VIOLÊNCIA CONTRA MULHER NA ATENÇÃO PRIMÁRIA: UM ESTUDO DESCRITIVO NO SERTÃO DE PERNAMBUCO

by ESPPE Portal EAD - Friday, 9 July 2021, 9:54 AM
 

Autora: IRISLAINE GONÇALVES DE OLIVEIRA

 

RESUMO

Objetivo do estudo: conhecer a percepção de profissionais da atenção primária à saúde, de um município do sertão de Pernambuco, sobre a violência contra mulher e a notificação compulsória dos casos atendidos na rede. Metodologia: trata-se de um estudo descritivo, quanti-qualitativo, realizado a partir de dados epidemiológicos das notificações de violência contra mulher registrados no SINAN (Sistema de Informação de Agravos de Notificação), no período de 2012 a 2016, e de entrevistas semiestruturadas, com participação de 12 profissionais de três Estratégias de Saúde da Família. Os dados quantitativos foram descritos em frequências absolutas e relativas e os qualitativos foram submetidos à análise de conteúdo, codificados, categorizados e discutidos à luz da revisão de literatura. Resultados: Emergem dos dados tanto o reconhecimento teórico dos profissionais sobre violência contra mulher quanto desconhecimento da estratégia de notificação compulsória. Conclusão: Observa-se que a invisibilidade dos casos de violência contra a mulher na atenção primária à saúde, podem dificultar as ações de atendimento integral das redes de atenção, proteção e garantia de direitos no enfrentamento a este problema.


Palavras-chave: Violência de Gênero, Notificação Compulsória, Atenção Básica

 

Picture of ESPPE Portal EAD

Itinerário terapêutico de motociclistas acidentados da IV Regional de Saúde de Pernambuco

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 1:52 PM
 

Autora: Isabella Nayara Santos Silva

 

RESUMO

Introdução: Acidentes de transporte terrestre representam um importante problema para a saúde pública mundial em decorrência das altas taxas de mortalidade e morbidade relacionadas ao assunto. Segundo dados da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (ABRAMET), os motociclistas apresentam a segunda maior taxa de internação hospitalar por acidente de trânsito. Objetivo: Conhecer o itinerário terapêutico de motociclistas vítimas de acidentes de trânsito atendidos no Hospital da Restauração Governador Paulo Guerra do Recife no ano de 2016. Método: Estudo descritivo cuja população foi composta por motociclistas maiores de 18 anos que sofreram acidente de trânsito terrestre e estavam internados no setor de trauma do Hospital da Restauração Governador Paulo Guerra entre os meses de maio a agosto de 2016, cujos municípios de ocorrência do acidente pertencem à IV Regional de Saúde do Estado de Pernambuco. Realizou-se a abordagem qualitativa e através de entrevista semi-estruturada os dados fora analisados com base na Análise de Conteúdo temática de Minayo. Resultados: Seis entrevistados, todos do sexo masculino, oriundos do estado de Pernambuco, com predominância de raça autorreferida, parda. Majoritariamente estavam na faixa etária de 20 – 29 anos. Quanto à escolaridade houve equivalência entre o ensino fundamental, completo ou incompleto e o ensino médio, completo ou incompleto. Todos os entrevistados encontravam-se empregados. A maioria possuía remuneração menor que dois salários mínimos. Nenhum dos entrevistados possuía plano de saúde privado. Entre os Eixos Temáticos considerados observou-se que os primeiros-socorros foram prestados pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), que conduziu os acidentados para hospitais de municípios da IV regional de saúde. Segundo os entrevistados os motivos das transferências hospitalares se deram pela falta de médicos especialistas e pela superlotação no Hospital Regional do Agreste (HRA). Conclusão: Este estudo sobre itinerário terapêutico de motociclistas acidentados possibilitou obter um panorama do perfil das vítimas de acidentes de moto na IV Região de Saúde de Pernambuco. Os subsídios gerados pelos resultados possibilitam os gestores obter maior conhecimento a cerca do perfil de motociclistas
acidentados e da utilização e limitações dos serviços de um hospital da Rede de Urgência e Emergência.


Palavras – chave: Acidentes de trânsito. Emergências. Morbidade. Mortalidade. Motocicletas. Serviços de Saúde.

 

L

Picture of ESPPE Portal EAD

LINHAS DE CUIDADO DA TUBERCULOSE NO MUNICÍPIO DE SERRA TALHADA-PE

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 2:58 PM
 

Autora: WAGNA SAMY ALVES DOS SANTOS

 

 

M

Picture of ESPPE Portal EAD

Marco para Ação em Educação Interprofissional e Prática Colaborativa

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 3:34 PM
 
Resumo executivo: Numa época em que o mundo enfrenta a falta de profissionais de saúde, os formuladores de políticas estão buscando estratégias inovadoras que possam ajudá-los a desenvolver políticas e programas para motivar a força de trabalho de saúde mundial. O Marco para Ação em Educação Interprofissional e Prática Colaborativa enfatiza a situação atual da colaboração interprofissional no mundo, identifica os mecanismos que resultam no trabalho em equipe colaborativo bem-sucedido e delineia uma série de itens para a ação que os formuladores de políticas podem aplicar em seu sistema de saúde local. O objetivo do Marco é fornecer estratégias e ideias que auxiliarão a educação interprofissional de saúde e a prática colaborativa que serão mais benéficas em sua própria jurisdição.
Picture of ESPPE Portal EAD

MORTALIDADE MATERNA EM PERNAMBUCO: UM ESTUDO DE CASO

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 2:55 PM
 

Autora: TUANNY ITALLA MARQUES DA SILVA

 

RESUMO
Objetivo: analisar a assistência prestada dentro dos serviços de saúde a partir de um óbito materno ocorrido no ano de 2017 em um município que compõe a VII Regional de Saúde de Pernambuco. Método: trata-se de um estudo de caso realizado por meio de coleta de dados secundários. A análise dos resultados se deu através da organização das informações na Assistência prestada no pré-natal e na Assistência Hospitalar: Unidade Mista de Mirandiba; e Hospital Regional de Salgueiro/ UTI. Resultados: foi possível perceber que durante a assistência prestada à gestante houve falha na identificação de fatores de riscos gestacionais e no encaminhamento oportuno da mesma durante o pré-natal e na Unidade Mista, além da falha no estabelecimento do diagnóstico de síndrome hipertensiva diante das queixas apresentadas pela gestante. Após a discussão do caso no Grupo Técnico de Óbito Materno ele foi considerado como óbito ocorrido por causas evitáveis. Conclusão: diante disso conclui-se que, embora a gestante não tenha tido dificuldade de acesso aos serviços de saúde, a mesma não teve acesso ao médico da UBS, houve falha na identificação de fatores de riscos gestacionais e também no preenchimento adequado dos prontuários, o que prejudica uma melhor análise do caso.

Descritores: Mortalidade Materna; Fatores de Risco; Hipertensão Induzida pela Gravidez; Síndrome HELLP; Assistência Pré-Natal; Prevenção.

 

Picture of ESPPE Portal EAD

MORTALIDADE MATERNA NA V REGIONAL DE SAÚDE DE PERNAMBUCO: UMA ANÁLISE DO ACESSO

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 2:39 PM
 

Autora: PRISCILA DE LIMA PENHA MESQUITA

 

RESUMO
O objetivo deste estudo foi analisar o acesso a serviços de saúde materna a partir de óbitos por causas obstétricas na V Regional de Saúde do estado de Pernambuco no ano de 2017. Para isto, foi realizado ume estudo descritivo de natureza qualitativa com abordagem fenomenológica que utiliza como desenho o estudo de casos em profundidade. A população de estudo foi constituída por 02 casos de óbitos maternos obstétricos, de mulheres residentes em municípios da V Regional de Saúde do estado de Pernambuco, no período compreendido entre primeiro de janeiro e 31 de dezembro de 2017. A análise do acesso teve como base o referencial teórico proposto por Thaddeus e Maine (1994). Nos estudo dos casos observou-se atrasos que poderiam ser decisivos para evitar a morte destas mulheres. As principais falhas se referiram a indisponibilidade ou dificuldades de acesso a sangue e derivados, medicamentos, transporte adequado, bem como quantidade de profissionais, além da qualificação profissional. Os achados deste estudo revelam que as principais dificuldades estiverem dentro dos serviços de saúde, apontando para a necessidade de estruturação e qualificação das maternidades localizadas nos municípios pequenos, bem como a estruturação de uma rede de atenção materna na região com ênfase no cuidado às complicações obstétricas.

 

Picture of ESPPE Portal EAD

Motivações para expansão de modelos de gestão não estatais no SUS: olhar dos gestores de municípios de pequeno porte

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 1:47 PM
 

Autor: Heleno José Barbosa Neto

 

RESUMO

Este estudo buscou analisar os motivos que levaram os gestores de saúde a aderir à transferência da gestão dos serviços de saúde para as Organizações do Terceiro Setor (OTSs). Trata-se de uma pesquisa analítica, com abordagem qualitativa multimétodo, através de uma entrevista semiestruturada com gestores de saúde de sete municípios do estado de Pernambuco. Os fatores que motivaram os gestores foram: a lei de responsabilidade fiscal, a burocracia e a morosidade do sistema público na contratação e demissão de profissionais e a autonomia dada às OTSs. Apesar desses resultados, os gestores municiais não devem se isentar das responsabilidades na promoção de políticas públicas para o atendimento das necessidades da população. Assim como as transferências realizadas não podem ser apontadas como únicas soluções capazes de resolver os problemas gerenciais do SUS.


Descritores: Gestão em saúde, Parcerias Público-Privadas, Saúde Pública, Organizações em Saúde, Gestor de Saúde.

 

N

Picture of ESPPE Portal EAD

Na Corda Bamba de Sombrinha

by ESPPE Portal EAD - Monday, 5 July 2021, 11:43 AM
 
É com este sentido que esta obra resulta de uma iniciativa comum do Observatório História e Saúde e do Observatório dos Técnicos em Saúde, ambos vinculados à Rede Observatório de Recursos Humanos em Saúde e sediados, respectivamente, na Casa de Oswaldo Cruz e na Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, da Fiocruz. Ela não teria sido possível sem o apoio da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES), do Ministério da Saúde e da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS).
Picture of ESPPE Portal EAD

Nova Formação em Saúde Pública - Aprendizado coletivo e lições compartilhadas na RedEscola

by ESPPE Portal EAD - Monday, 5 July 2021, 2:02 PM
 
O Sistema Único de Saúde (SUS), consagrado na Constituição Federal Brasileira de 1988 e implementado a partir das Leis Orgânicas da Saúde de 1990, impulsionou a expansão da oferta da assistência à saúde da população brasileira, demandando a formação de novos quadros de atuação pautados pelos princípios e diretrizes do novo sistema. A Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz), instituição vinculada ao Ministério da Saúde, teve no âmbito da Fiocruz um papel protagonista no Movimento de Reforma Sanitária Brasileira, que resultou na criação do SUS.

O

Picture of ESPPE Portal EAD

O APOIO MATRICIAL EM SAÚDE MENTAL: É PRECISO CONHECER PARA FORTALECER O PROCESSO DE CONSTRUÇÃO

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 2:32 PM
 

Autora: Marilena Silva de Vasconcelos

 

RESUMO

O apoio Matricial em Saúde Mental na Atenção Primária à Saúde, é um método colaborativo, contínuo e transformador, que pode ampliar a capacidade interventiva dos profissionais generalistas no cuidado a pessoa em sofrimento mental. Objetivou-se analisar a perspectiva dos gestores e profissionais de saúde no processo de implantação do apoio Matricial em Saúde Mental no município de Arcoverde, Pernambuco. Trata-se de um estudo descritivo, de abordagem qualitativa. O município de Arcoverde foi escolhido, por sediar a VI Gerência Regional de Saúde e por ter uma Rede de Atenção Psicossocial já estruturada. Para a coleta de dados, foram entrevistados 10 profissionais da Rede de Atenção Psicossocial, através de um roteiro semiestruturado. Para a análise dos dados, foi escolhido o método de análise textual discursiva. Os resultados apontaram um conhecimento parcial sobre matriciamento e um conhecimento insuficiente da atenção básica na clínica em saúde mental. As principais dificuldades para matriciar foram a falta de participação dos profissionais, o estigma e limitações em recursos humanos, carga horária de trabalho e disponibilidade de veículo. Acredita-se, que a gestão municipal e seus profissionais poderão planejar ações/ oficinas de educação permanente para o município e para a implementação de outros estudos e estratégias em Saúde Mental.


Palavras-chave: Atenção Primária à Saúde. Saúde Mental. Gestão em saúde. Desinstitucionalização.

 

Picture of ESPPE Portal EAD

Orientações para o Desenvolvimento de Educação Online na ESPPE

by ESPPE Portal EAD - Monday, 5 July 2021, 2:43 PM
 
O processo formativo da escola tem como princípios norteadores: o valor social, adoção de metodologias de ensino voltadas à problematização do processo de trabalho, alinhamento com as necessidades de saúde da população, responsabilidade com a transformação das práticas profissionais e a própria organização do trabalho e compromisso institucional com o SUS, apresentando-se alinhado com a Política de Educação Permanente do Estado. A “Educação Permanente em Saúde” é uma concepção da formação em saúde sem as fronteiras entre “mundo da formação” e “mundo do trabalho”. Não é “formar para o trabalho”, mas “formar com o trabalho”. Se as pessoas devem ser formadas para ingressar no SUS, também a educação deve colaborar com as mudanças permanentes no SUS. 

P

Picture of ESPPE Portal EAD

PARÂMETROS DE COBERTURA ASSISTENCIAL: UMA ANÁLISE DA SUFICIÊNCIA DOS SERVIÇOS ESPECIALIZADOS DE SAÚDE

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 11:13 AM
 

Autor: ADENILSON DA SILVA GOMES

 

 

RESUMO
No Brasil, a oferta de serviços de média complexidade constitui-se em um dos maiores pontos de estrangulamento do sistema. Assim, as portarias MPAS Nº 3.046/82 e GM/MS Nº 1.101/02 garantiram por décadas as coberturas assistenciais de saúde no SUS através de parâmetros. A lógica restritiva e racionalizadora da oferta e utilização dessas portarias foi refutada pela recente criação da Portaria GM/MS nº 1.631/2015 a qual traz nova configuração de um novo padrão de suficiência de oferta de serviços de saúde municipais. O objetivo geral deste estudo foi estudar a suficiência da oferta de consultas especializadas da rede municipal de saúde de um município em Pernambuco. Tratou-se de um estudo do tipo transversal com uma abordagem quantitativa, onde buscou-se a identificação da oferta da rede própria pelo Infocrás (Sistema de Regulação Municipal de Caruaru) e da rede conveniada pelo Sistema de Informações Ambulatorial Municipal (SIA-SUS Municipal) das especialidades médicas de Cardiologia, Nefrologia e Oftalmologia. A partir disso, foram comparadas com os parâmetros nacionais preconizados (Portaria nº 1.631/15). Foi averiguada paralelamente a capacidade de atendimento dos profissionais da rede própria e conveniada mediante fórmula apresentada em estudos da literatura. Apontou-se que houve déficits de consultas na oferta de nefrologia (68%) e oftalmologia da rede própria (74%) e superávits de consultas na oferta de cardiologia (100,83%) e oftalmologia da rede conveniada (194,17%). A utilização dessas ofertas apresentou-se com flutuações positivas e negativas num aspecto temporal. Perante a capacidade de atendimento das redes própria e conveniada do município, a cardiologia e oftalmologia da rede conveniada mostraram-se como as especialidades mais utilizadas (170% e 241%, respectivamente) e a nefrologia e oftalmologia da rede própria as especialidades menos utilizadas (27% e 31%, respectivamente). Uma vez que há descompassos significativos na relação entre o que é ofertado e utilizado mesmo com os parâmetros da recente portaria ajustados, há de se considerar que a oferta do município está aquém da real oferta satisfatória que atenda as necessidades da população e existem inconsistências na aplicabilidade da portaria 1.631/15 para preservar a garantia da suficiência dos serviços especializados de saúde no município de Caruaru.


Palavras-chave: Parâmetros; Cobertura de Serviços de Saúde; Especialidades Médicas.

Picture of ESPPE Portal EAD

PERFIL DE NASCIMENTOS DE UMA REGIÃO DE SAÚDE DE PERNAMBUCO, 2011 A 2015

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 2:37 PM
 

Autor: MÔNICA BORBA DA SILVA

 

RESUMO

O Sistema de Informação sobre Nascidos Vivos (SINASC) foi implantado no Brasil com o objetivo de coletar e processar dados demográficos e epidemiológicos sobre o recém-nascido, a mãe, o pré-natal e o parto. Objetivo: caracterizar e analisar perfil epidemiológico de nascimentos na IV Região de Saúde do Estado de Pernambuco, do período de 2011 a 2015. Metodologia: Trata-se de estudo epidemiológico descritivo, retrospectivo, de abordagem quantitativa, utilizando a base de dados secundária do SINASC. Resultados: Mães adolescentes (22,37%); maioria das mães solteiras (39,67%); 62,18% das mães com sete ou mais consultas de pré-natal; houve predomínio de cesáreas (54,60%); 7,64% de baixo peso ao nascer e índice de Apgar superior a sete no primeiro e quinto minuto em 89,44% e 97,44% dos nascimentos, respectivamente. Conclusão: O estudo permitiu caracterizar e analisar a população materna-infantil da IV regional de Saúde de Pernambuco, e desse modo, contribuir no planejamento de ações voltadas para esse grupo.


Palavras-chave: Nascimento Vivo, Perfil de Saúde, Saúde Materno-infantil, Sistemas de Informação.

 

Picture of ESPPE Portal EAD

PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DA HANSENÍASE EM UMA REGIÃO DE SAÚDE DO ESTADO DE PERNAMBUCO DE 2005-2015

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 2:19 PM
 

Autora: LUANA NAYARA ALVES FERREIRA

 

RESUMO
A Hanseníase é uma doença infectocontagiosa crônica causada pelo Mycobacterium leprae com alta infectividade e baixa patogenicidade. A pesquisa propõe uma análise do perfil epidemiológico da hanseníase na IX Região de Saúde de Pernambuco no período 2005 a 2015 através de um estudo epidemiológico do tipo descritivo de abordagem quantitativa com utilização de dados secundários obtidos no Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DATASUS). No período foram diagnosticados 1.474 casos novos de hanseníase, correspondendo a uma taxa média de detecção de 40,9 por 100 mil habitantes. Os municípios com as maiores taxas de detecção foram Trindade (126 por 100 mil hab.), Araripina (50,1 por 100 mil hab.) e Ouricuri (47,2 por 100 mil hab.). Foi observado ainda que 50,2% dos casos eram do sexo feminino, paucibacilares, na faixa etária de 15-39 anos. Os multibacilares, no sexo masculino na faixa etária 40-49 anos. O tipo de entrada ao serviço foi mais frequente na forma passiva. 82% dos casos receberam alta por cura e a taxa de abandono foi < 10%. O sexo masculino apresentou ainda maiores taxas de GIF 1 e 2, no diagnóstico e na cura, revelando o diagnóstico tardio da hanseníase. Nesse sentido, sugere-se a permanência na prioridade da agenda política dos governos de todos os entes federados e a alocação de recursos financeiros, além das ações de vigilância de busca ativa, detecção e vigilância dos contatos, assim como o monitoramento e avaliação dos indicadores por parte dos municípios e a capacitação permanente em serviço dos profissionais com o apoio da Gerência Regional e Programa Estadual, concatenando esforços para a melhoria da qualidade de vida dos pacientes, reverberando em resultados positivos nos indicadores.


Palavras-chave: Doença Negligenciada. Hanseníase. Perfil Epidemiológico.

 

 

Picture of ESPPE Portal EAD

PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DA MORTALIDADE MATERNA NA IV REGIONAL DE SAÚDE DE PERNAMBUCO

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 11:21 AM
 

Autora: ERIKA CHAVES MATHIAS DOS SANTOS

 

RESUMO
Objetivos: analisar as principais características epidemiológicas dos óbitos maternos de residentes da IV Regional de Saúde de Pernambuco no triênio 2012 a 2014. Métodos: Estudo descritivo, com abordagem quantitativa, do tipo corte transversal, retrospectivo. Foram utilizadas como fonte de dados as declarações de óbito e as fichas síntese de investigação de óbitos maternos investigados, disponíveis no Sistema de Informação de Mortalidade. Resultados: ocorreram 36 óbitos maternos no período de 2013 a 2014, na IV Regional de Saúde de Pernambuco. Destes 18 correram durante o ano de 2013, representando 50% dos óbitos no período estudado. O principal local de ocorrência destes óbitos foi hospitalar (88,9%). As mulheres eram em sua maioria entre 20 e 29 anos (55,5%), pardas (52,8%), solteiras (61,1%), com nível fundamental de escolaridade (61,1%) e do lar (30,5%). 55,5% ocorreram de 0 a 42 dias do puerpério, o óbito materno obstétrico direto representou 58,3% dos casos. As principais causas obstétricas diretas foram hemorragias de pós-parto imediato. 88,9% tinham realizado pré-natal, 44,4% realizaram 7 ou mais consultas, 75% a primeira consulta foi no primeiro trimestre da gestação. O parto cesáreo aconteceu em 56,2% dos casos. A Razão de Morte Materna para o período foi de 50,69 por 100.000NV. Conclusões: Encontrou-se um cenário de valores elevados de mortalidade e uma boa cobertura do pré-natal e parto, o que leva a indagação sobre a qualidade da assistência ofertada. Os resultados indicam a necessidade de aprimorar a assistência à saúde da gestante durante o pré-natal, parto e puerpério.


PALAVRAS-CHAVES: Mortalidade Materna. Estatísticas Vitais. Epidemiologia Descritiva.

 

Picture of ESPPE Portal EAD

Planejamento de Ações de Saúde do Trabalhador no SUS: Uma Análise dos Planos Municipais de Saúde da VI Regional de Saúde de Pernambuco

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 11:15 AM
 

Autor: Aureliane Cadengue Galindo

 

Resumo
Introdução: Os instrumentos de planejamento são essenciais nas instâncias gestoras do Sistema Único de Saúde para organização de uma assistência aos trabalhadores planejada e pautada na observância de suas singularidades. Objetivo: analisar a inserção da Saúde do Trabalhador nos Planos Municipais de Saúde da VI Regional de Saúde de Pernambuco. Método: Foi realizada análise documental a partir do estudo dos Planos Municipais de Saúde elaborados para o quadriênio 2014-2017. Os instrumentos foram acessados por meio do Sistema de Apoio ao Relatório de Gestão (SARGSUS). Resultado: A análise dos Planos Municipais de Saúde revela baixo nível de compreensão do significado de conceitos básicos relacionado ao planejamento em saúde. Os problemas e necessidades apontados na análise situacional, de maneira geral, não são contemplados no estabelecimento das diretrizes, objetivos e metas relacionados à saúde do trabalhador. Conclusão: Constatou-se a existência de deficiências nos Planos Municipais de Saúde analisados frente às ações de planejamento em saúde do trabalhador.


Palavras-chave: saúde do trabalhador; trabalho; planejamento em saúde; gestão em saúde; atenção integral à saúde.

 

Picture of ESPPE Portal EAD

Plano de Educação Permanente em Saúde de Pernambuco

by ESPPE Portal EAD - Monday, 5 July 2021, 2:28 PM
 
O Plano de Educação Permanente em Saúde do Estado de Pernambuco foi organizado segundo a estrutura de uma Política de Gestão da Educação na Saúde, entendendo que a Educação Permanente em Saúde deve ser a estratégia ordenadora da formação e desenvolvimento de trabalhadores, das relações ensino-serviço e das interações ensino-atenção-gestão-participação. Nesse sentido, Plano de Educação Permanente em Saúde e Política de Gestão da Educação na Saúde guardam relações orgânicas de correspondência e convergência. 
Picture of ESPPE Portal EAD

Porque precisamos da educação interprofissional para um cuidado efetivo e seguro

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 4:20 PM
 
A educação interprofissional (EIP) é uma atividade que envolve dois ou mais profissionais que aprendem juntos de modo interativo para melhorar a colaboração e qualidade da atenção à saúde. Pesquisas vêm revelando continuamente que profissionais de saúde e serviço social enfrentam uma série de problemas na coordenação e colaboração interprofissional que impactam na qualidade e segurança da atenção.
Picture of ESPPE Portal EAD

PREVALÊNCIA DE TRACOMA NOS MUNICÍPIOS DA V GERÊNCIA REGIONAL DE SAÚDE DE PERNAMBUCO, NO PERÍODO DE 2010 A 2014

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 11:22 AM
 

Autor: JOSEFA MÁRCIA DA SILVA BEZERRA

 

RESUMO
Objetivou-se descrever a prevalência de tracoma em residentes nos municípios da V Gerência Regional de Saúde - V GERES, Pernambuco no período de 2010 a 2014. Foi realizado um estudo epidemiológico do tipo descritivo retrospectivo, com caráter quantitativo a partir de levantamento de dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN), durante o período de 2010 a 2014. A prevalência total de tracoma nos municípios pesquisados foi de 32,54 a cada 10.000 habitantes. Foram detectados 569 casos, dos quais 98,06% foram de Tracoma Inflamatório (TF/TI). As formas sequelares (TS/ TT/CO) apresentaram uma taxa de 1,06% e 0,88% foram ignorados. Houve uma diferença entre a zona urbana e rural 58,92% e 40,36% respectivamente. Quanto ao sexo, observou-se um maior percentual de casos nas mulheres com 57,68% dos casos. A faixa etária de 15 a 19 anos, registrou a maior taxa da doença com 54,84 % dos casos. Por se tratar de uma doença crônica e reincidiva, faz-se necessário um acompanhamento continuado, a fim de se obter melhores resultados no que diz respeito ao seu tratamento e controle. Para isso é preciso fortalecer as ações de vigilância epidemiológica do tracoma, capacitando os profissionais de saúde, para detectar, tratar e monitorar os casos da doença. A educação em saúde deve ser trabalhada de forma constante, visando sensibilizar e mobilizar a comunidade para participar de forma ativa no processo de profilaxia dessa infecção.


Descritores: Tracoma, epidemiologia, Clamydia trachomatis, prevalência

 

Picture of ESPPE Portal EAD

PROGRAMA DE CONTROLE DA HANSENÍASE MUNICÍPIO DO MUNICÍPIO DE SERRA TALHADA - PE

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 2:31 PM
 

Autora: MARIA DO SOCORRO CAVALCANTI DE GOES

 

RESUMO
Objetivo: Foi objetivo desse estudo descrever como se organiza o Programa de Controle da Hanseníase no município de Serra Talhada. Métodos: Trata-se de um estudo descritivo e transversal, realizado no período de agosto a novembro de 2017, a partir de entrevistas dirigidas aos profissionais das 18 Unidades básicas de Saúde, ao coordenador municipal do Programa e a Referência Secundária. Resultados: 11,11% da composição das equipes de saúde estão incompletas, 33,3% dos profissionais das UBS relataram ter dificuldade na realização do diagnóstico da hanseníase. 100% dos entrevistados informaram realizar o acompanhamento de contatos e 88,8% realizam a busca ativa de sintomáticos dermatoneurológicos. Os fluxos de referência e contra referência na rede não são conhecido pela referência do programa. Conclusão: Constatou-se que o município possui estrutura física e recursos humanos e materiais para o desenvolvimento do PCH, no entanto, foram encontrados alguns entraves na execução das suas ações.


Palavras - chave: Hanseníase. Políticas de Saúde. Saúde Pública.

 

Picture of ESPPE Portal EAD

PROGRAMA DE CONTROLE DA HANSENÍASE: UMA AVALIAÇÃO MUNICIPAL

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 11:40 AM
 

Autora: Angélica Marques dos Anjos

 

RESUMO
Objetivo: Avaliar a estrutura e processo de trabalho do Programa de Controle da Hanseníase do município de Goiana no ano de 2017. Métodos: Trata-se de um estudo de avaliação normativa, o qual utilizou uma população de 23 Unidades de Saúde da Família (USF), o que corresponde a 100% das USFs existentes no município. Foi utilizado um instrumento de pesquisa (divido em três componentes) contendo questões relacionadas à estrutura e processo referentes à hanseníase. Resultados: A melhor classificação foi atribuída ao componente Processo/Vigilância, que obteve o nível bom (72,6%). O componente Processo/Educação apresentou o nível regular (52,2%), assim como o componente Estrutura (63,5%). Conclusão: Faz-se necessário investir na reestruturação do Programa de Controle da Hanseníase em Goiana, partindo de mudanças voltadas para estrutura e processo de trabalho, sobretudo nos aspectos relacionados ao componente Processo/Educação, que apresentou as menores taxas.


Palavras-chaves: Hanseníase; Atenção Primária à Saúde; Avaliação em Saúde

 

R

Picture of ESPPE Portal EAD

REDE DE ATENÇÃO A TUBERCULOSE NO MUNICÍPIO DE AFOGADOS DA INGAZEIRA

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 2:54 PM
 

Autora: TATIANA LIMA DE ALMEIDA

 

RESUMO
O objetivo desse trabalho é descrever a rede de atenção a tuberculose no município de Afogados da Ingazeira, localizado no sertão Pernambucano. Trata-se de um estudo descritivo, com abordagem quantitativa, cuja população foi composta por enfermeiros/as de 14 equipes da Unidade Básica de Saúde e um coordenador do PCT municipal. Foram realizadas entrevistas utilizando dois questionários, para compreender a integração dos serviços de saúde no atendimento aos pacientes de tuberculose por meio da análise do processo de trabalho dos profissionais de saúde e da gestão, mapeando a rede de cuidados. Foram identificadas algumas fragilidades dentro do programa municipal como o acompanhamento e analise dos indicadores epidemiológicos, a busca ativa de sintomáticos respiratórios. O controle de qualidade da amostra do escarro não é realizado pelo laboratório assim como o acompanhamento dos resultados desses exames, dificultando a vigilância dos casos de tuberculose. A porta de entrada do paciente com tuberculose é a atenção primária em saúde, porém de acordo com a pesquisa nem todos os profissionais das unidades básicas de saúde tem o domínio para o diagnostico e tratamento da doença. A rede secundária de saúde para atendimento dos casos de tuberculose precisa ser estruturada e estabelecida para facilitar o acesso ao paciente. Portanto, a rede de atenção exprime a necessidade de um planejamento entre vigilância epidemiológica, laboratório e atenção primária. Vários pressupostos devem ser observados para a efetivação da rede de cuidado, como garantia dos recursos materiais e humanos, construção do vínculo profissional-paciente, integração e corresponsabilização das unidades de saúde, interação entre equipes, vigilância em saúde, processos de educação permanente, e sobretudo, assumir o combate à TB como ação prioritária nos territórios de atuação.


Palavras-chave: Tuberculose; Atenção Primária à Saúde; Equipe de assistência ao paciente.

 

Picture of ESPPE Portal EAD

REDE DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL: CENÁRIO E DESAFIOS EM UM MUNICÍPIO DO SERTÃO DO PAJEÚ

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 11:41 AM
 

Autora: ANNA CECÍLLIA ALVES DE SOUZA

 

Resumo
O processo de instituição de Redes de Atenção à Saúde (RAS) no Brasil é recente e objetiva atender a demanda da complexidade das necessidades de saúde do país. A Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) foi instituída, como uma Rede Temática dentro da RAS, visando o acesso e integração aos serviços pelas pessoas com transtornos. É neste cenário que a presente pesquisa buscou analisar o fluxo assistencial e o processo de trabalho dos profissionais na Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) no município de Afogados da Ingazeira, localizado no sertão do Pajeú, no estado de Pernambuco, em 2017. Para tal foi realizada uma pesquisa documental em normas/portarias nacionais e estaduais, além de resoluções das comissões intergestores regionais (CIR) e entrevistas semiestruturadas com os profissionais e um usuário da RAPS municipal. Após análise do material coletado foi possível compreender que a RAPS de Afogados da Ingazeira apresenta desafios quanto a qualificação profissional e a comunicação entre os serviços. Entretanto, vem alcançando avanços, principalmente em uma atuação extramuros do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), assumindo um papel matriciador, importante na gestão, no acesso ao cuidado e na qualificação e implementação da RAPS municipal.


Palavras-chave: Saúde Coletiva, Saúde Mental, Fluxos Assistenciais, Rede de Atenção Psicossocial, Apoio Matricial

 

Picture of ESPPE Portal EAD

Rede Regional de Educação Interprofissional das Américas

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 3:26 PM
 
A Rede Regional de Educação Interprofissional das Américas (REIP) é uma estratégia de articulação e cooperação técnica entre instituições educacionais, organizações profissionais e Ministérios da Saúde e Ministérios da Educação, com o objetivo de promover a educação interprofissional e a prática colaborativa em atenção à saúde na Região das Américas.
Picture of ESPPE Portal EAD

Redescola e a Nova Formação em Saúde Pública

by ESPPE Portal EAD - Monday, 5 July 2021, 1:55 PM
 
Este livro traz o registro de uma proposta coletivamente construída com o objetivo de formar sanitaristas afinados ao atual contexto do Sistema Único de Saúde, conformado por cenários cada vez mais complexos e desafiadores. A proposta partiu de um movimento instaurado entre a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) e instituições parceiras, sob a coordenação da Rede Brasileira de Escolas de Saúde Pública (REDESCOLA). 
Picture of ESPPE Portal EAD

Regimento interno da ESPPE

by ESPPE Portal EAD - Monday, 5 July 2021, 2:24 PM
 
Regimento interno da ESPPE
Picture of ESPPE Portal EAD

Relatórios Oficinas Regionais PEPS

by ESPPE Portal EAD - Monday, 5 July 2021, 2:47 PM
 

Relatórios Oficinas Regionais PEPS

 

S

Picture of ESPPE Portal EAD

SAÚDE MENTAL NA IV REGIÃO DE SAÚDE DE PERNAMBUCO: UM RELATO DE EXPERIENCIA

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 2:14 PM
 

Autora: JULIANA LUCENA VIEIRA DE LIMA

 

RESUMO

O presente artigo se propõe a refletir sobre a saúde mental na IV região de saúde do estado de Pernambuco, permeando pela Reforma Psiquiátrica Brasileira em um contexto de regionalização no agreste setentrional do estado. Foram consideradas as vivências de uma profissional de fisioterapia residente de saúde coletiva da Escola de Governo de Saúde Pública de Pernambuco – ESPPE, a qual passou dois anos na região e, dentre esse tempo, três meses na coordenação da política de saúde mental. A saúde mental ainda não é uma linha de cuidado prioritária para a gestão do SUS na região, mesmo tendo o estado de PE delimitado a mesma como uma das linhas de cuidado a ser estruturada nas regiões de saúde. A reforma psiquiátrica precisa ser descentralizada e chegar ao agreste setentrional do estado de Pernambuco.


Palavras – chave: IV Região de Saúde. Saúde Mental. Residente. Saúde Coletiva. Reforma Psiquiátrica Brasileira.

 

T

Picture of ESPPE Portal EAD

TERAPIA ANTIRRETROVIRAL: A ASSOCIAÇÃO ENTRE O TEMPO DE TRATAMENTO E SINTOMATOLOGIA COM A ADESÃO

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 2:30 PM
 

Autora: MARIA AMÉLLIA DE QUEIROS NASCIMENTO MALAQUIAS

 

Resumo
Objetivo: Verificar à associação da adesão à TARV com o tempo de tratamento e sintomatologia. Métodos: Estudo quantitativo, descritivo, observacional, com corte transversal, realizado no Serviço de Assistência Especializada (SAE), localizado no Sertão do Pajeú - PE. Resultados: Obtidos 56,4% do sexo masculino, com faixa etária predominante dos 40 a 60 anos, escolaridade de ensino do primeiro grau incompleto 58,2%, tempo de diagnóstico entre 1 a 5 anos 40%. Os dados demonstram que a 60% usam o preservativo no ato sexual, e 50.9% se contaminaram por via sexual. Percentual de 98,2 encontrava-se assintomáticos com carga viral indetectável 50,9% e com adesão inadequada 80,0%. Adesão com a sintomatologia p < 0,05 e com tempo de tratamento p=0,2001. Conclusão: Não houve associação estatística entre o tempo de tratamento e a adesão à TARV (p=0,2001). Contudo, houve associação estatística entre as pessoas sintomáticas e a adesão à TARV (p< 0,05).


Palavras-chave: Aids; HIV; adesão; terapia antirretroviral.

 

Picture of ESPPE Portal EAD

TRAÇANDO NOVOS OLHARES SOB ANTIGOS DESAFIOS: PERFIL SOCIOASSISTENCIAL DAS PESSOAS VIVENDO COM HIV E A ADESÃO A TARV EM GOIANA-PE

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 11:45 AM
 

Autora: CÍNTIA REGINA DE ASSIS OLIVEIRA

 

RESUMO

O artigo pretende trazer a tona desafios de aderir ao TARV e viver bem com assistência e o HIV. Objetivo: traçar e verificar o perfil sociassistencial das pessoas que fazem adesão a terapia antirretroviral no SAE- Goiana, Método: estudo exploratório descritivo, sendo parte de um projeto de maior titulação com caráter de doutoramento, baseado em dois questionários: Sociodemográfico e CEAT-VIH. Resultados: foram entrevistados 52 usuários do serviço, 30 mulheres e 22 homens. O nível de instrução escolar é baixo, grande parte composta por negros e pardos, renda igual ou inferior a um salário mínimo, níveis de adesão não considerados satisfatórios de acordo com os critérios do instrumento utilizado e fatores socioassistenciais. Conclusão: A falta de programas de apoio assistenciais ainda é um contexto real enfrentado pelos usuários que continua a incidir na epidemia; sucateamento dos serviços, forte estigmatização do HIV em cidades interioranas, dificulta a adesão.


PALAVRAS-CHAVE: HIV; adesão medicamentosa; tratamento antirretroviral; fatores sociológicos

 

Picture of ESPPE Portal EAD

TRANS(FORMAÇÃO) EM SERVIÇO: O PROCESSO DE GESTÃO DA EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE NA V GERES

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 2:56 PM
 

Autora: VANESSA MAGALHÃES SILVA

 

Resumo

A Educação Permanente em Saúde (EPS) foi instituída como política estratégica de fortalecimento do SUS e destaca o potencial de protagonismo e mudança entre os próprios trabalhadores nos serviços. Esse estudo teve como proposta analisar o processo de gestão da EPS na V Gerência Regional de Saúde (V GERES) e seu território de abrangência no Estado de Pernambuco. Nesse intento, buscou identificar os instrumentos que norteiam a gestão da EPS, apontar e descrever os espaços de discussão voltados para este processo e conhecer quais atores são mobilizados para construção desta gestão. Trata-se de uma Pesquisa Documental com abordagem qualitativa, com documentos oriundos da já citada instituição, no período demarcado entre 2007-2017, sendo utilizada a Análise de Conteúdo para discussão dos dados encontrados. A partir da pesquisa realizada, foi possível identificar quatro aspectos importantes: a importância do registro dos documentos para planejamento e avaliação da EPS enquanto política; diferentes concepções de EPS entre os atores envolvidos; participação pouco expressiva dos seguimentos que possuem representação nos espaços de discussão; e necessidade de problematizar as instâncias regionais enquanto espaço de governança e de transformação na gestão da EPS no SUS. É identificado que a mudança no processo de trabalho precisa iniciar na gestão.


Palavras-chave: Regionalização; Descentralização; Gestão em Saúde; Educação em Saúde.

 

Picture of ESPPE Portal EAD

TUBERCULOSE NA IX REGIÃO DE SAÚDE DE PERNAMBUCO: ANÁLISE EPIDEMIOLÓGICA DOS CASOS QUE EVOLUÍRAM PARA ÓBITO

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 1:54 PM
 

Aluna: JOANA RAIONE ARRAIS ANTUNES

 

RESUMO
O trabalho realiza uma análise epidemiológica dos casos de tuberculose da IX Região de Saúde de Pernambuco que evoluíram para o óbito. Trata-se de um estudo quantitativo, retrospectivo, descritivo com cruzamento de variáveis dos Sistemas de Informação em Saúde de morbidade e mortalidade (SINAN e SIM) no período de 2012 a 2016. No período de 2012 a 2016 foram registrados 33 óbitos tendo como causa básica códigos correspondentes a tuberculose no Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM), 15 (45,4%) deles notificados no SINAN e apenas 7 apresentavam o registro da evolução para óbito por TB. O SINAN registrou no período 09 evoluções para óbito. No tocante ao perfil dos óbitos a idade mínima dos casos foi de 25 anos e máxima de 96 anos, raça/cor parda (81,8%), predominância do sexo masculino (60,6%), nenhum ano de estudo concluído (36,4%), os óbitos ocorreram em suma maioria no ambiente Hospitalar (72,7%). A forma clinica pulmonar esteve presente em 90,9% dos óbitos. O risco de morrer por TB na IX Região de Saúde nos anos de 2014 e 2015 foram maiores do que os verificados no Brasil durante o mesmo período. A mortalidade por tuberculose ainda representa um importante problema de saúde pública para o Estado de Pernambuco bem como na IX Região de Saúde. A subnotificação de 54,5% dos casos de TB que evoluíram para óbito sem a notificação no SINAN, que é o principal sistema de registro de TB no Brasil corrobora para o desconhecimento dos casos pelo PMCT e dos fatores determinantes e condicionantes para o desfecho. E ainda aponta para a ausência de estratégias que minimizem a disseminação da doença. Conclui-se que o controle da TB ainda permanece como um desafio, tornando-se importante uma aproximação entre os setores de vigilância epidemiológica, de vigilância do óbito e principalmente a atenção básica.


Palavras-chave: Tuberculose; Sistema de Informação em Saúde; Mortalidade.

 

U

Picture of ESPPE Portal EAD

UMA INVESTIGAÇÃO ACERCA DAS REPERCUSSÕES PSÍQUICASEM MÃES DE CRIANÇAS COM SÍNDROME CONGÊNITA DO ZIKA VÍRUS

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 11:36 AM
 

Autora: Angélia Marques dos Anjos

 

RESUMO
Este trabalho tem como objetivo geral investigar as repercussões psíquicasem mães de crianças com complicações decorrentes da Síndrome Congênita pelo Zika Vírus, trazendo como objetivos específicos avaliar os sintomas indicativos de sofrimento psíquico e avaliar a autoestima dessas mães.Trata-se de um estudo exploratório descritivo com abordagem quantitativa. Os participantes da investigação foram as 15 mulheres, mães de filhos com Síndrome Congênita por Zika Vírus, de municípios da XII Regional de Saúde de Pernambuco. Foram aplicados dois instrumentos: o SRQ-20 - Self ReportQuestionnairee o instrumento de Avaliação de Autoestima. Os instrumentos avaliaram sintomas indicativos de sofrimento mental e contabilizaram os menores índices de autoestima, respectivamente.Como resultados foi observada a frequência do sofrimento mental no grupo de 15 (100%) mulheres entrevistadas, percebendo-se que 66,7% (n=10) apresentaram resultado positivo para o sofrimento mental e 33,3% (n=5), ausência de sofrimento mental, segundo o ponto de corte adotado no estudo (resultado ≥7 respostas sim). Já a análise do instrumento para avaliação da autoestima demonstrou que após a contagem dos resultados, a prevalência de respostas das mulheres investigadas concentrou-se nos escores indicativos a fases de transição: ―Tendência a baixa autoestima‖ (26,7%) e ―Tendência a boa autoestima‖ (73,3%). Concluiu-se que os dados apresentados nos resultados chamam a atenção para a necessidade de cuidados em relação a essas mães e, ao mesmo tempo, para um possível potencial adaptativo frente a situações adversas.


Palavras-chave: Zika vírus; Microcefalia; Mães; Estresse Psicológico

 

Picture of ESPPE Portal EAD

Uma pesquisa e seus encontros: construção de intervenção em uma rede municipal de saúde

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 1:53 PM
 

Autora: Janaina Feitosa do Nascimento Monteiro

 

Resumo
Descrever o processo de construção e implantação da intervenção “reuniões entre níveis de atenção” na rede de saúde do município de Caruaru, Pernambuco. Trata-se de um estudo com abordagem qualitativa, descritivo, que utilizou técnicas de observação direta e análise de conteúdo de relatórios e documentos oficiais, realizado no período de junho de 2016 a agosto de 2017. A construção da intervenção foi norteada pela estratégia da pesquisa ação participativa, com envolvimento de profissionais da rede de saúde, gestores e pesquisadores. Durante o processo, foram realizadas reuniões mensais deliberativas para aprimorar e monitorar a proposta. A intervenção “reuniões entre níveis de atenção” contou com três componentes: Interconsulta remota entre níveis, construção e implantação da Linha de Cuidado em Diabetes e Discussão conjunta de casos em saúde mental, tendo como eixo transversal, a Educação em saúde. A experiência possibilitou análise coletiva de problemas e propostas de enfrentamento, a partir de olhares diversificadas, considerando experiências, nível de atuação e governabilidade. As mudanças no contexto repercutiram em ajustes no desenho da intervenção. As atividades realizadas possibilitaram melhorar conhecimentos e aproximação entre os profissionais de diferentes níveis de atenção.


Palavras-chave: Assistência integral à saúde; Atenção primária em saúde; Comunicação em saúde; Integralidade; Encaminhamento e consulta.

 

V

Picture of ESPPE Portal EAD

VIGILÂNCIA EM SAÚDE NO TERRITÓRIO: AVALIAÇÃO DA PRÁTICA DOS ENFERMEIROS(AS) DE SAÚDE DA FAMÍLIA

by ESPPE Portal EAD - Wednesday, 7 July 2021, 11:28 AM
 

Autora: Rosália Ferreira Diniz Neta

 

RESUMO

Objetivo: Analisar a prática dos enfermeiros da Estratégia de Saúde da Família (ESF) no que se refere às ações da vigilância em saúde na área de abrangência da Unidade de Saúde da Família (USF). Método: Estudo descritivo, transversal e quantitativo, utilizando como instrumentos uma entrevista e um roteiro observacional previamente estruturado. Dados analisados descritivamente: percentil de 25 e 75 e intervalo interquartil. Aprovado pelo CEP da UPE, no parecer 1.390.871. Resultados: Participaram da pesquisa 19 enfermeiros do município de Ouricuri-PE. Os resultados apontaram que um percentual maior de enfermeiros apresentou desempenho Regular para Dimensão I (63,2%) e II (47,4%), Subdimensões: Vigilância Sanitária e Ambiental (73,7%), Saúde do Trabalhador (84,2%), Geral (78,9%), Tuberculose (84,7%), HIV/AIDS/Sífilis e Hepatites virais (57,9), Hipertensão e Diabéticos (84,2%) e Instrumento (57,9%), alcançado bom desempenho apenas para as Subdimensões Hanseníase (57,9%) e DDA (47,4%). Conclusão: Percebe-se que há fragilidade dos enfermeiros da atenção básica quanto às práticas de vigilância em saúde, levando a acreditar que essas não são desenvolvidas em conformidade com o preconizado pelas políticas afins, e devem ser fortalecidas no território de atuação da ESF.

Descritores: Atenção Primária à Saúde; Vigilância em Saúde; Enfermeiros

 


Page:  1  2  3  4  5  6  7  8  9  (Next)
ALL