A Escola de Governo em Saúde Pública de Pernambuco, ao longo dos anos, vem desenvolvendo ações de Educação em Saúde em todo território estadual, incluindo cursos de vários níveis de qualificação profissional, a exemplo dos cursos de formação técnica e de pós-graduação. Tais ações objetivam a qualificação dos trabalhadores que atuam no Sistema Único de Saúde e com isso pretende organizar os serviços dentro de uma lógica de redes de atenção a saúde.

O Curso Técnico em Hemoterapia faz parte do elenco de cursos prioritários do Programa de Formação de Profissionais de Nível Médio para a Saúde (PROFAPS), que foi criado pelo Ministério da Saúde através da Portaria GM/MS nº 3.109 em 2009, estando previsto também na relação dos cursos agrupados no Eixo Ambiente e Saúde do Catálogo Nacional de Cursos Técnicos/MEC.

Objetivamente, este curso pretende formar e habilitar Técnicos em Hemoterapia para desenvolver atividades no ciclo do sangue, atuando desde a captação de doadores até a transfusão de hemocomponentes e hemoderivados, promovendo a segurança transfusional em conformidade com a Política Nacional do Sangue e as legislações vigentes. O público alvo dos cursos são os profissionais com formação mínima de ensino médio, ter 18 anos, e está, preferencialmente, inserido em serviços de hemoterapia do SUS.

O perfil do profissional deste técnico está caracterizado para atuar em serviços de hemoterapia: hemocentros, núcleo de hemoterapia, unidade de coleta e transfusão, central de triagem laboratorial de doadores, agências transfusionais, bancos de sangue de cordão umbilical e placentários e outros tecidos biológicos.

A organização curricular do curso obedeceu as Diretrizes e Orientações para a Formação do Técnico em Hemoterapia, que foram elaboradas pelo Ministério da Saúde, como forma de regular a formação técnica dos profissionais desta área. Portanto, a construção do Plano de Curso e consequentemente a formatação da matriz considerou, prioritariamente, as realidades locorregionais e os contextos do trabalho dos profissionais que atuam no ciclo do sangue, visando traçar uma estratégia pedagógica na perspectiva de executar o curso numa lógica de redes de atenção a saúde e considerando a proposta de formação técnica com ênfase no ensino-serviço.

A formatação da referida matriz está composta por 04 Módulos, os quais foram divididos em 18 unidades pedagógicas denominadas de disciplina. As disciplinas têm uma carga horária pré-definidas para aulas teóricas e/ou práticas. A soma das cargas horárias de todas as disciplinas totalizam 1.200 h/a, que estão planejadas para serem executadas dentro de um período de 12 meses na modalidade semipresencial, em EaD. Para garantir o tempo de execução de curso e para adequar a Matriz Curricular ao Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), os Módulos foram agrupados em 03 Etapas Itinerantes, conforme configuração abaixo:

 

Etapas Itinerantes

Módulos do Curso

Quant. Disciplinas

Carga horária por Etapa

A

Módulo I: O cenário político, social e cultural na formação do técnico em hemoterapia.

Módulo II: Ética e educação em saúde.

05

240 h/a

B

Módulo III: O processo de trabalho do técnico em hemoterapia.

08

640 h/a

C

Módulo IV: Planejamento e gestão em hemoterapia

05

320 h/a

Totais

18

1.200 h/a

 

Além das cargas horárias de aulas teóricas e práticas, está prevista para o curso uma carga horária de 240 horas de estágio supervisionado obrigatório, as quais serão cumpridas em dois momentos, ao final das Etapas B e C, conforme cronograma que será elaborado pela equipe de coordenação técnica e pactuado através de Termo de Compromisso e Responsabilidade, que será firmado entre as unidades de saúde onde ocorrem os procedimentos de hemoterapia, a Escola de Governo Saúde Pública de Pernambuco e o profissional regularmente matriculado no curso.